Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo’

A Semana Nacional de Pressão pela imediata votação da PEC do Diploma no Senado iniciada em junho/12 e liderada pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e os Sindicatos dos Jornalistas surtiu efeito.

Na terça-feira (7/8) passada, o Senado aprovou em segundo turno a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que obriga o diploma para jornalistas exercerem a profissão. A PEC 33/2009 é de autoria do senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE).

As entidades convocaram a presença e mobilização dos estudantes e jornalistas e foram prontamente atendidos.

Presidente da Fenaj, Celso Schröder, fala sobre aprovação da PEC do Diploma

Nossa luta não é só pela garantia de um papel formal (Diploma) – porque bons e maus profissionais existem em qualquer profissão, independe de diploma – ela se sustenta na defesa do Jornalismo sério, ético e comprometido com os interesses do povo brasileiro e, principalmente, pela dignidade e respeito ao profissional jornalista.

Agora, a categoria cobra que a proposta seja aprovada ainda este ano, já que a sua apreciação vem se estendendo desde 2009, quando o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que seria exigido diploma universitário apenas de profissões ligadas à vida, como se Jornalismo não tivesse nada a ver com vidas.

O dano causado pelo mau jornalismo, na maioria das vezes, fere a ética e a dignidade humana de seus envolvidos, porque uma imagem destruída publicamente pode sofrer danos irreversíveis.

Jornalistas e estudantes paulistas cobram deputados

Na última quarta-feira (8/8), após a aprovação da PEC 33/2009, uma Comitiva de Jornalistas e Estudantes, organizada pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo e a FENAJ, esteve na Câmara dos Deputados em contato com lideranças da Frente Parlamentar em Defesa do Diploma e com o presidente da Câmara cobrando a apreciação imediata da PEC do Diploma do Senado apensada a PEC 386/2009, de autoria do deputado Paulo Pimenta (PT-RS).

Vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Diploma, deputada Rebeca Garcia (PP/AM)

A caravana reuniu-se com o presidente da Fenaj, Celso Schröder, o presidente e a vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Diploma, os deputados Paulo Pimenta (PT/RS) e Rebecca Garcia (PP/AM). Posteriormente houve contato, ainda, com o deputado Marco Maia (PT/RS), presidente da Câmara dos Deputados.

Integraram a comitiva paulista o presidente do Sindicato, José Augusto Camargo (Guto) e os diretores Márcia Quintanilha (Sindicalização), Martim Vieira da Regional Piracicaba e eu, Fernanda de Freitas da Regional Campinas.

Estamos vivendo uma escalada de ataques aos direitos trabalhistas e sociais, de forma geral. E no nosso caso, jornalistas, estamos no meio de uma “guerrilha” contra os grandes conglomerados midiáticos que monopolizam a informação e se recusam a estar submetidos a quaisquer leis, ao contrário, estabelecem suas próprias regras, caçando e destruindo aqueles que eles consideram inimigos ou apresentam perigo ao seu poder.

Presidente do Sindicato dos Jornalistas de SP, José Augusto e a diretora de Sindicalização, Márcia Quintanilha

Não podemos aceitar o discurso de que a exigência do diploma fere o direito de liberdade de expressão. Uma coisa nada tem a ver com a outra! Essa defesa só fortalece a mídia e dá plenos poderes para que ela continue monopolizando a vida dos que estão submetidos ao seu regime de informação distorcida.

Nossa luta não se restringe apenas ao reestabelecimento do diploma, ela passa pela valorização do profissional jornalista, pela garantia de condições adequadas e de segurança para o exercício da profissão e também pela melhora e fortalecimento do ensino superior.

Então, por tudo que representa nossa reivindicação, parabéns aos estudantes e jornalistas guerreiros, que enfrentaram muitas horas de viagem para garantir os meus, os seus os nossos direitos à informação séria e de qualidade.

OK

 

Confira o vídeo da entrevista concedida pelo presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Celso Schröder, sobre a aprovação (em segunda votação) da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 33/2009 no Senado Federal.

 

Resultado de Votação da PEC 33/2009

Casa:

 Senado Federal

Data:

 07/08/2012

Votação secreta:

 Não

Descrição:

 Proposta de Emenda à Constituição nº 33, de 2009 (2º turno)

Votação:

Presentes: 65   Sim: 60   Não: 4   Abstenção: 0   Presidente: 1   Impedido: 0

Resultado:

 Aprovado

Parlamentares / Votos

Aécio Neves

Sim

 João Durval

P-NRV

Alfredo Nascimento

P-NRV

 João Ribeiro

Sim

Aloysio Nunes Ferreira

Não

 João Vicente Claudino

P-NRV

Alvaro Dias

Sim

 Jorge Viana

Sim

Ana Amélia

Sim

 José Agripino

Sim

Ana Rita

Sim

 José Pimentel

Sim

Angela Portela

Sim

 José Sarney

P-NRV

Anibal Diniz

Sim

 Kátia Abreu

Não

Antonio Carlos Valadares

Sim

 Lídice da Mata

Sim

Antonio Russo

NCom

 Lindbergh Farias

Sim

Armando Monteiro

Sim

 Lobão Filho

P-NRV

Assis Gurgacz

P-NRV

 Lúcia Vânia

Sim

Benedito de Lira

Sim

 Luiz Henrique

Sim

Blairo Maggi

Sim

 Magno Malta

Sim

Casildo Maldaner

Presidente (art. 51 RISF)

 Maria do Carmo Alves

P-NRV

Cássio Cunha Lima

NCom

 Mário Couto

Sim

Cícero Lucena

Sim

 Marta Suplicy

Sim

Ciro Nogueira

Sim

 Mozarildo Cavalcanti

P-NRV

Clésio Andrade

Sim

 Paulo Bauer

Sim

Clovis Fecury

Sim

 Paulo Davim

Sim

Cristovam Buarque

NCom

 Paulo Paim

Sim

Cyro Miranda

Não

 Pedro Simon

Sim

Delcídio do Amaral

P-NRV

 Pedro Taques

Sim

Eduardo Amorim

Sim

 Randolfe Rodrigues

Sim

Eduardo Braga

Sim

 Renan Calheiros

Sim

Eduardo Lopes

Sim

 Ricardo Ferraço

Sim

Eduardo Suplicy

Sim

 Roberto Requião

P-NRV

Epitácio Cafeteira

Sim

 Rodrigo Rollemberg

Sim

Eunício Oliveira

Sim

 Romero Jucá

Sim

Fernando Collor

P-NRV

 Sérgio Petecão

Sim

Flexa Ribeiro

Sim

 Sérgio Souza

Sim

Francisco Dornelles

Sim

 Tomás Correia

Sim

Garibaldi Alves

Sim

 Vanessa Grazziotin

Sim

Gim Argello

Sim

 Vicentinho Alves

P-NRV

Humberto Costa

Sim

 Vital do Rêgo

Sim

Inácio Arruda

Sim

 Waldemir Moka

Sim

Ivo Cassol

Sim

 Walter Pinheiro

Sim

Jader Barbalho

Não

 Wellington Dias

Sim

Jarbas Vasconcelos

Sim

 Wilder Morais

Sim

Jayme Campos

P-NRV

 Zeze Perrella

Sim

João Capiberibe

Sim

 

Legendas utilizadas no quadro acima

MIS – Presente (art. 40 – em Missão)
MERC – Presente no Mercosul
P-NRV – Presente – Não registrou voto
P-OD – Presente (obstrução declarada)
REP – Presente (art. 67/13 – em Representação da Casa)
NCom – Não Compareceu

Justificativas e Licenças:
AP – art. 13, caput – Atividade política/cultural
LA – art. 43, § 6º – Licença à adotante
LAP – art. 43, § 7º – Licença paternidade ou ao adotante
LC – art. 44-A – Candidatura à Presidência/Vice-Presidência
LG – art. 43, § 5º – Licença à gestante
LS – Licença saúde
NA – Dispositivo não citado

 

 

Read Full Post »

Colegas Jornalistas,

Hoje, 21/06 (quinta-feira0, a partir das 18 horas, acontece no auditório Vladimir Herzog do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (Rua Rego Freitas, 530 – Vila Buarque – São Paulo) o seminário “O direito à Liberdade de Expressão e o acesso à informação no sistema interamericano de Direitos Humanos”.

O seminário, organizado pela Organização dos Estados Americanos (Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão – Comissão Interamericana de Direitos Humanos) e pelo Sindicato dos Jornalistas de São Paulo em parceria com Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL) pelo Artigo 19 e com apoio da União Européia, terá um amplo debate sobre a questão da liberdade de expressão e os direitos humanos no continente.

As exposições pretendem oferecer informações gerais sobre o sistema interamericano, Comissão e Corte; e especialmente sobre o trabalho e conhecimento da Relatoria Especial de Liberdade de Expressão da CIDH (OEA) com ênfase nos aspectos que são de especial interesse de jornalistas e defensores de direitos humanos.

Também será apresentado uma análise política sobre o avanço e os desafios para consolidar a liberdade de expressão no hemisfério, e também um resumo das decisões mais importantes da Comissão e da Corte Interamericanas que fortaleceram as garantias de liberdade de expressão nos casos que por exemplo, abordaram: violência contra jornalistas, sanções penais e civis contra jornalistas e meios de comunicação decorrentes de informação divulgada, censura direta e indireta, radiodifusão e o acesso a informação.

O objetivo é instrumentalizar jornalistas e defensores de direitos humanos tanto para estarem informados sobre os mecanismos internacionais de garantias de liberdade de expressão e também para que possam utilizar as ferramentas que oferecem o Sistema Interamericano para desenvolverem suas atividades profissionais.

Programação:

18h00

Credenciamento e entrega de materiais

18h15 – 18h30

Abertura – Sindicato dos Jornalistas, Representante da Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão da CIDH, Representante do Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL), Representante do Artigo 19.

18h30 – 19h00

Apresentação geral do Sistema Interamericano de Direitos Humanos.

Beatriz Affonso, diretora do Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL) para o programa do Brasil

19h00 – 19h45

Mandato da Relatoria e avanços e desafios hemisféricos para a garantia da liberdade de Expressão. Michael Camillieri Advogado da Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão da CIDH

19h45 – 20h00

Coffee break

20h00 – 21h00

Jurisprudência Interamericana sobre prevenção, proteção e acesso à justiça de jornalistas: Obrigações dos Estados. Michael Camillieri – Advogado da Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão da CIDH

– Exemplos de casos emblemáticos

– O direito ao acesso à informação

– Processos Judiciais: civis e criminais

– Censura prévia

21h00 – 21h30

Debates.

Os interessados devem confirmar participação através do e-mail: brasil@cejil.org

Fonte: Informações publicadas no site do Sindicato dos Jornalistas SP – www.sjsp.org.br

Read Full Post »

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo, a Comissão de Jornalistas pela Igualdade Racial (Cojira) e o Museu Afro Brasil oferecem em maio curso gratuito sobre a História do Negro no Brasil

 

A proposta é auxiliar os profissionais interessados no tema a aprofundarem a compreensão da identidade brasileira, com base nas particularidades da presença africana nesse processo

 

Os temas e conceitos das inúmeras abordagens serão evidenciados a partir da consideração dos documentos, obras de arte e objetos diversos de cunho histórico, constantes do acervo do Museu Afro Brasil.

As aulas acontecerão aos DOMINGOS, das 10h às 13h, nos dias 27 de maio, 03, 17, 24 de junho e 01 de julho na sede do Museu, Parque Ibirapuera – Portão 10 – São Paulo/SP.  A atividade terá a duração total de 15h/aulas e todos os participantes receberão certificados.

 As vagas darão prioridade a jornalistas sindicalizados e a estudantes de Jornalismo pré-sindicalizados. Os interessados deverão solicitar a inscrição encaminhando e-mail para cursos@sjsp.org.br, com nome completo e telefones para contato. Os não sindicalizados ficarão em lista de espera e aguardarão a definição da coordenação do curso.

Outras informações na Secretaria de Cursos do Sindicato, tel. (11) 3217 6299 ramal 6233, de segunda à sexta, das 9h às 18h ou pelo e-mail: cursos@sjsp.org.br

 

PROGRAMA:

Dia 27 de maioO primeiro encontro será dedicado à apresentação da instituição e da proposta de formação, seguida de visita mediada por educadores ao acervo do Museu Afro Brasil.


Dia 03 de junho – Herança da escravidão na sociedade brasileira contemporânea

A partir do episódio da escravidão serão abordados o conhecimento e o domínio das técnicas de produção que os africanos detinham. Mantendo a perspectiva do trabalho e da herança intelectual, moral, religiosa e artística serão discutidos os efeitos da escravidão na sociedade brasileira a partir de aspectos do acervo e notícias veiculadas em jornais, revistas e televisão

 

Dia 17 de junho – Literatura e Imprensa Negra

A literatura e imprensa negra serão abordadas a partir da perspectiva do negro autor, bem como das questões que norteiam suas produções. Desse modo, serão problematizadas biografias e produções de autores como Luiz Gama, Lima Barreto, Machado de Assis, Carolina Maria de Jesus, José Correia Leite, Solano Trindade, Abdias do Nascimento, Cuti, Ana Maria Gonçalves, entre outros.

 

Dia 24 de junho – Cultura afro-brasileira na constituição da identidade nacional

Nesse encontro serão apresentadas manifestações da cultura popular brasileira como lugar privilegiado de preservação, transmissão e re-significação do patrimônio intangível das culturas africanas na diáspora.

Propõe-se ainda, uma discussão sobre os diálogos da religiosidade afro-brasileira com algumas esferas da cultura nacional (música, dança, alimentação, literatura, cinema, artes plásticas) buscando analisar as estratégias e os contextos políticos que os possibilitam.

 

Dia 01 de julho – Encerramento

Momento dedicado a trocas de informações, experiências, avaliação da formação e entrega de certificado.

 

Sobre o Museu Afro-Brasil

O Museu Afro Brasil é uma Organização Social de Cultura vinculado à Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo. É um espaço de preservação e celebração da cultura, da memória e da história do Brasil a partir da perspectiva negro-africana, assim como de difusão das artes clássicas  e contemporâneas, populares e eruditas, nacionais e internacionais. Foi inaugurado em 23 de outubro de 2004 e possui um acervo com mais de cinco mil obras. Parte das obras, cerca de duas mil, foram doadas pelo artista plástico e curador, Emanoel Araujo, idealizador e atual Diretor Curador do Museu.

 

 

 

 

 

 Fonte: Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Read Full Post »

Este ano a diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, resolveu inovar para comemorar o Dia da Imprensa, no próximo  1° Junho. Vai realizar uma balada  dirigida para os futuros jornalistas: os estudantes. Mas é claro que todos os jornalistas – jovens ou não – estão convidados.

O Espaço Elevate Open Bar (Rua da Consolação,1749) foi o local escolhido para recepcionar esta grande festa de confraternização, lembramos que este evento faz parte das comemorações dos 75 anos da entidade.

A festa começa a partir das 20 horas de sexta, prometendo ir  até às 4 horas da  manhã de sábado. O custo para sindicalizados e pré sindicalizados é R$ 20,00 e para os demais convidados R$ 40,00. Neste valor estão incluídos bebidas  e salgadinhos.

Para animar a festa terá um DJ, mas se algum jornalista quiser se aventurar nas carrapetas, fique à vontade porque a festa é nossa!

Uma informação importante é que a festa é para maiores de 18 anos e será necessário apresentar RG original na entrada do evento.


BALADA DOS JORNALISTAS
 
1º de junho – sexta-feira, das 20h às 4h
 
Local: Espaço Elevate Open Bar – Rua da Consolação,1749

Valores: R$ 20,00 para jornalistas sindcalizados e pré sindcalizados.
 
R$ 40,00 para os demais convidados

Fonte: Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo

Read Full Post »

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: