Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Espiritualidade’

livro_paulo_e_estevao_capaEscrito em 1941, o romance “Paulo e Estêvão: Episódios Históricos do Cristianismo Primitivo” conta a história da saga do fariseu Paulo de Tarso em perseguir os primeiros apóstolos cristãos do mestre Jesus.

Ditado pelo Espírito Emmanuel e psicografado pelo médium Chico Xavier o livro “Paulo e Estêvão” remonta aos idos do nascimento do Cristianismo, quando imperava a Lei de Moisés.

Nos tempos em que a Lei Mosaica pregava a rigidez dos costumes com muitas ordens e proibições o Evangelho do amor, difundido por Jesus Cristo, não era visto com bons olhos. Principalmente porque o Evangelho confrontava a rigidez da ideia propagada pela “Lei de Talião” – que punia o indivíduo com a mesma intensidade do seu crime: “olho por olho, dente por dentro”  – não permitindo abertura para o perdão.

“Paulo e Estêvão” reconstrói a história do Cristianismo, de 34 d.C. pra cá, apresentando a história dos irmãos convertidos, Abigail e Jeziel, que cruzam o caminho do fariseu Saulo de Tarso, então perseguidor de cristãos.

O destaque do livro fica por conta da trajetória de martírio, até a morte vivido, pelo hebreu Jeziel e infringido por Saulo de Tarso. Jeziel se converteu ao cristianismo, com o nome de Estêvão, e tornou-se o expoente da doutrina defendendo-a e pregando-a seus últimos dias.

“Presença constante entre os mais vendidos, o livro mostra a relação entre Paulo e o apedrejamento de Estêvão – o primeiro mártir do Cristianismo –, o profundo amor do Apóstolo pela noiva Abigail e as diversas perseguições, enfermidades, zombarias, desilusões, açoites e prisões que afligiam os adeptos da nascente Doutrina Cristã. 

Uma história que fará você compreender como o amor apaga a multidão de faltas cometidas em cada existência vivida”. (Sinopse)

A obra é rica em detalhes sobre a vida dos primeiros cristãos que passaram pela Terra, bem como, o funcionamento da casa do Caminho, a primeira “igreja” cristã instituída pelos apóstolos Pedro e Tiago.

livro_paulo_e_estevao5No livro tomamos contato com as histórias dos apóstolos do mestre Jesus e sua saga para a expansão do Cristianismo e a disseminação da igreja cristã em todos os territórios.

Paulo de Tarso, que ao longo da sua jornada perseguidora passa por uma revelação divina, converte-se ao Cristianismo dedicando o restante da sua vida à construção do Evangelho de Jesus.

Em resumo, o livro “Paulo e Estêvão” reconta a trajetória da transformação do rabino Saulo de Tarso em Paulo de Tarso, apóstolo de Cristo que percorreu dezenas de cidades – desembarcando até em Roma – com o único objetivo de difundir a “Boa Nova”, a mensagem de que o Messias anunciado por Moisés, o Cristo Vivo filho de Deus, já havia chego à Terra.

“Em nossos dias, há estudos que apontam: […] a conversão de Saulo se deu antes da primavera, ou seja, no primeiro trimestre no ano 36 d.C. Após o alerta do inigualável encontro: “- Saulo!… Saulo!.. Por que me persegues?, surgiram momentos difíceis e delicados, de intensas lutas interiores e de humilhações, inclusive quando o ex-doutor da Lei procura a igreja do “Caminho” nos arredores de Jerusalém, as definições para os primeiros labores apostólicos, as polêmicas sobre a abrangência do trabalho e da difusão do Cristianismo. Paulo superou as tendências judaizantes de alguns apóstolos e partiu para a disseminação da mensagem e da vivência cristãs junto à gentilidade. Além de ser fundador e estimulador de centenas de núcleos cristãos, inovou ao redigir as epístolas”. (Matéria publicada na revista Reformador, jan/12).

Composição do livro
livro_paulo_e_estevao3As 510 páginas de “Paulo e Estêvão” é dividida em duas partes, sendo a primeira concentrada na história dos irmãos Jeziel e Abigail, que mais tarde tornou-se a amada de Saulo. E a segunda apresenta a difícil transição de Paulo, que de perseguidor passou a ser perseguido por seus antigos irmãos da Sinagoga.

No decorrer do livro tomamos contato com a fé inabalável e o amor ao próximo praticado por esse dedicado apóstolo que também passa a sofrer as crueldades impostas aos cristãos.

O livro é tocante e traz um ensinamento muito importante que é a capacidade de passar pelas adversidades, modificar sua conduta e se mostrar disposto a vencer suas batalhas internas com fé e paciência.

Paulo de Tarso passou por inúmeras provações, lutas e humilhações e não esmoreceu. Manteve-se firme e confiante nos desígnios divinos ao longo da sua peregrinação para pregar o Evangelho. E a cada página tomamos contato com o sentimento de resignação do apóstolo que levou a risca o ensinamento do Mestre Jesus. Percebemos isso no trecho:

“Ele, porém, sempre disposto e resoluto, referiu-se ao Evangelho, comentou a passagem em que o Mestre profetizava os martírios que o aguardavam na cruz e concluía arrebatadamente. – Por que chorarmos magoando o coração? Os seguidores do Cristo devem estar prontos para tudo. Por mim, estou disposto a dar testemunho, ainda que tenha de morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus!…”.

O livro “Paulo e Estêvão” apresenta uma escrita dinâmica e fluída, com uma linguagem não muito coloquial (apropriada para a época em que foi escrita, 1941), mas de fácil entendimento. Trata-se de obra totalmente revisada e publicada pela editora Federação Espírita Brasileira (FEB), sendo composta pelos capítulos:

  • Breve Notícia

PRIMEIRA PARTE

  1. Corações flagelados
  2. Lágrimas e sacrifícios
  3. Em Jerusalém
  4. Nas estradas de Jope
  5. A pregação de Estêvão
  6. Ante o Sinédrio
  7. As primeiras perseguições
  8. A morte de Estêvão
  9. Abigail cristã
  10. No caminho de Damasco

SEGUNDA PARTE

  1. Rumo ao deserto
  2. O tecelão
  3. Lutas e humilhações
  4. Primeiros labores apostólicos
  5. Lutas pelo Evangelho
  6. Peregrinações e sacrifícios
  7. As Epístolas
  8. O martírio em Jerusalém
  9. O prisioneiro do Cristo
  10. Ao encontro do Mestre
  • Índice Geral

Em julho passado a obra completou 73 anos, mas continua extremamente atual e importante para os dias atuais por trazer a mensagem de amor, esperança e fé nos desígnios divinos. E, principalmente, que nossa conversão e/ou mudança pode ser dar a qualquer momento, mas muitas vezes ocorre sempre pelos caminhos da dor, raramente do amor.

A obra integra a coleção de romances ditados por Emmanuel, que é composta pelos títulos “Cinquenta anos depois”, “Ave Cristo”, “Renúncia” e “Há dois mil anos”. Ambas trazem enredo rico e poderoso!


livro_paulo_e_estevao_capa2Informações Técnicas

Título: Paulo e Estêvão: Episódios Históricos do Cristianismo Primitivo – 1941
Autor: Francisco Cândido Xavier (pelo Espírito Emmanuel)
Número de Páginas: 510 páginas
Editora: FEB
Avaliação: Ótimo

Read Full Post »

Livro_ACONTECEU_NA_CASA_ESPIRITA

O livro “Aconteceu na Casa Espírita” é destas literaturas mediúnicas que você lê numa “sentada só”. Psicografado pelo médium Emanuel Cristiano e ditado pelo Espírito Nora a obra traz 167 páginas para serem devoradas rapidamente justificadas pela proximidade do diálogo, simplicidade das palavras e pureza dos ensinamentos.

A história se passa numa Casa Espírita que se vê atacada por uma ordem de espíritos desencarnados recrudescidos no mal. Isso se dá através de obsessores que atacam os tarefeiros desta casa instigando suas vaidades, orgulhos e descrenças.

A fascinação instaurada no espaço por uma falange de desordeiros faz com que os tarefeiros caiam em armadilhas espirituais cedendo às tentações emocionais e carnais.

Essa história nos estimula a refletir sobre nossas posturas ética, moral e espiritual diante das adversidades e crises da vida e, principalmente, que apesar de ser um lugar de iluminação e socorro espiritual, a Casa Espírita também está sujeita às inconvenientes desarmonias espirituais por conta dos deslizes dos seus trabalhadores. Desta forma, ela não é só um lugar para revigorar nossas energias, conectar-se com o divino e de divulgação e prática do Espiritismo, mas também um recinto que deve estar em nossas preces por ser um espaço de iluminação construído através da fé de seres humanos imperfeitos.

“Aconteceu na Casa Espírita” conta uma história com personagens reais que muito se assemelha às experiências que passamos em nossas vidas, ou seja, são testemunhos de situações de provas, expiações, reparações e abençoadas missões.

A obra reforça a necessidade de praticarmos diariamente a Reforma Íntima através do difícil, mas necessário ensinamento “Orai e Vigiai”.

“… as Casas Espíritas devem privar pela simplicidade, aplicando em suas construções e interiores o básico para o estudo, divulgação e prática do Consolador, pois que não adianta usar tecnologia de ponta na construção das paredes, móveis finos representando a aristocracia da época, objetos de arte para ostentação, se não houver um compromisso com aquele, que no mundo, ocupara o título de filho de carpinteiro. Se agirmos com preocupação exagerada em oferecermos conforto que leva ao ócio, estaremos fugindo dos objetivos propostos por Jesus, esquecendo-nos de que a verdadeira fortaleza de uma Casa Espírita, do ponto de vista da sua função na Terra, não está nos alicerces de concreto, e sim no estudo e vivência do aspecto doutrinário, esse sim deverá ser colocado em evidência, fortalecendo moralmente os adeptos da Terceira Revolução, contribuindo para o esclarecimento e entendimento do que seja realmente o Espiritismo, o que é o Centro Espírita, quais as suas responsabilidades e sagrada importância como representante do Cristo no planeta”. Trecho do Prefácio (pg. XI)

A obra “Aconteceu na Casa Espírita” é composta pelos capítulos:

  • À Guisa do Prefácio
  • Templos
  • Aconselhando o Médium
  • Das Reuniões e das Sociedades Espíritas
  • Infiltração Programada
  • Avaliando a Ameaça
  • Orientando os Encarnados
  • Iniciando o Ataque
  • Estimulando a Vaidade
  • Intervenção Superiors
  • Verificando os Resultados
  • Cedendo à Tentação
  • Entre Mensagens e Críticas
  • Fascinação
  • No Auge da Crise
  • Reação das Trevas
  • Fraternidade e Vigilância
  • Última Tentativa
  • O Bem Vitorioso
  • Socorrendo o Vencido

A publicação é da Editora Allan Kardec pertencente ao Centro Espírita Allan Kardec de Campinas/SP.

Ela me foi emprestada por uma colega do curso de Doutrina Espírita e muito recomendada por nossa instrutora e amigos. Aproveito para agradecer o empréstimo e a indicação porque o livro é realmente instrutivo e interessante.

Boa Leitura!

Read Full Post »

O livro “A Cabana”, de William P. Young publicado pela editora Sextante, é dessas obras em que a leitura não se encerra na última página. Ele continua através de uma intenção maior propagada pelo “Projeto Missy”, para aqueles que se sentiram tocados e querem compartilhar as ideias da publicação e suas experiências pessoais.

“A cabana” naturalmente ocupou o topo da lista de livros mais vendidos no Brasil em 2009 e, desde então, figura entre as publicações mais lidas no país porque traz um enredo ficcional intrinsicamente ligado à espiritualidade.

Ele conta a história de Mack Allen Phillips com foco em sua filha mais nova que “durante uma viagem de fim de semana é raptada e evidências de que ela foi brutalmente assassinada são encontradas numa cabana abandonada. Após quatro anos, Mack recebe um estranho bilhete, aparentemente escrito por Deus, convidando-o para voltar à cabana onde aconteceu a tragédia. Mesmo desconfiado, ele vai ao local do crime numa tarde de inverno e enfrenta o cenário de seu mais terrível pesadelo. Mas o que ele encontra lá muda o seu destino para sempre. As respostas encontradas vão surpreender e podem transformar sua vida de forma tão profunda quanto transformou a de Mack. Você vai querer partilhar este livro com todas as pessoas que ama” (sinopse).

Livro "A Cabana"

Ao longo do livro Mack é acolhido pela Santíssima Trindade (Deus, Jesus Cristo e o Espírito Santo) – diferente daquela apregoada pela Igreja Católica, porque são seres de carne e osso e não só espíritos – que ajudam-no a reencontrar sua paz de espírito e a fé na vida. E, principalmente, a aceitar melhor os desígnios de divinos. A transformação de Mack se dá através da confiança, paciência, palavras e gestos carinhosos de Papai (Deus).

Apesar da “A cabana” ser um romance que se propõe a lançar luz sobre questões como vida, morte, dor, maldade, santidade, perdão, fé, responsabilidade, reconciliação, graça, independência x livre arbítrio, amor e redenção é preciso ter em mente que se trata de uma obra ficcional, escrita por um teólogo.  

Em minha opinião o livro traz um enredo simples, contagiante e próximo das dores humanas, mas peca em alguns diálogos engenhosos, porém enfadonhos que não chegam a lugar nenhum. Sem contar que, responder sobre Deus e a Terra não é tarefa fácil porque nem tudo tem resposta certa ou aparente, já que muitas delas estão em nossos corações revestidas de fé. Entretanto, o livro estimula as discussões que podem ajudar em nossas reflexões sobre o poder de Deus em nossas vidas.

Recomendo a leitura porque “A cabana” é uma boa literatura e reforço que não se trata de um livro verídico, mas baseado em sentimentos e intenções boas reforçadas por uma ideia de autoajuda “humanitária”. A obra é apoiada por infalíveis técnicas de marketing, por leitores fiéis entusiasmados com a ideia – comparados ao conceito marqueteiro de advogados da marca – e pela divulgação estratégica da mídia.

O livro “A cabana” tem 240 páginas e é composto dos seguintes capítulos:

  1. Prefácio
  2. Uma influência de caminhos
  3. A escuridão se aproxima
  4. O mergulho
  5. A grande tristeza
  6. Adivinhe quem vem para jantar
  7. Aula de voo
  8. Deus no cais
  9. Um café da manhã de campeões
  10. Há muito tempo, num jardim, muito distante
  11. Andando sobre a água
  12. Olha o juiz aí, gente
  13. Na barriga das feras
  14. Um encontro de corações
  15. Verbos e outras liberdades
  16. Um festival de amigos
  17. Manhã de tristezas
  18. Escolhas do coração
  19. Ondulações se espalhando
  20. Posfácio
  21. Agradecimentos

Mais de “A cabana” – www.theshackbook.com

Então para complementar minha experiência com este best-seller vou responder as quatro perguntas/recomendações que o livro faz ao fim de sua leitura:

1 – Conte como você se sente com relação ao livro “A cabana”:

Site A cabana

Gostei do livro, me emocionei diante de alguns trechos, compartilhei a Grande Tristeza de Mack – porque também perdi alguém que muito amo – e reforcei minhas convicções de que Deus não é aquele velhinho de barba sentado em sua cadeira entalhada olhando para suas “criaturas” imperfeitas e, sim, uma força maior que nos guia e nos protege a todo tempo.

Dentro do contexto em que ele se apresenta – ajudar as pessoas a entendem suas dores – ele deixa a desejar porque traz um conceito muito fraco dos desígnios de Deus e sua relação com o livre arbítrio dos seres humanos. Apesar de tentar ele não consegue responder boa parte das questões que perturbam a humanidade: bem, mal, céu, inferno, Deus, Jesus, Espírito Santo, ideias presentes da religião cristã.

Embora se proponha a responder “Se Deus é tão poderoso, por que não faz nada para amenizar nosso sofrimento?” ele não consegue com a exatidão que os leitores precisam ou buscam. Acredito que esta resposta está dentro de cada um, independente da sua religião.

2 – Leia o Blog do Willie:

Blog Willie

Visitei o Blog do Willie, autor do livro, e conheci algumas histórias de pessoas que compartilharam sua dor, sua força interior e fé na vida e outras tantas que reencontraram uma razão de viver através da consagração com Deus. São histórias que expõem as mais variadas crenças.

Além disso, o blog traz informações interessantes sobre o autor, seus projetos e obras literárias e formas de compartilhar as ideias do livro e as histórias dos leitores. O Blog do Willie está em inglês, mas realmente vale uma sua visita.

3 – Conte suas ideias e discuta o livro com outros leitores no Fórum “A cabana”:

Bom sobre isso, caro Willie, ainda não tive tempo porque o Fórum têm centenas de postagens opiniões, ideias e informações que demanda mais aprofundamento. No momento, vou ficar devendo!

4 – Descubra as últimas novidades do Projeto Missy

No site do livro www.theshackbook.com você encontra formas de ajudar a compartilhar as ideias desta obra e ampliar a rede de leitores do livro. É através desta rede de compartilhamento de informações que o livro ganha repercussão e alavanca também suas vendas, sob pretexto de “curar as dores” da humanidade.

Vale dizer que, apesar de se travestir de um projeto que busca ajudar a humanidade a encontrar o caminho da compaixão, do perdão e da fé o livro, sem dúvida, acaba sendo uma grande estratégia de marketing também.

Reafirmo que “A cabana” é um livro interessante que deve ser lido com o coração e mentes abertas, mas com um olhar reflexivo.

Sobre o autor

William Paul Young nasceu no Canadá e foi criado pelos pais missionários numa tribo nas montanhas do que era a Nova Guiné. Anos depois, as mortes do irmão mais novo e de uma jovem sobrinha o deixaram completamente destroçado.

Há um ano e meio atrás, Young, que assina como Willie no livro tinha três empregos. Desde essa altura até agora, a vida do autor deu uma enorme reviravolta.

Atualmente, ele vive com a família, no estado de Oregon, nos EUA.

Young também publicou “A Cabana: reflexões para cada dia do ano” e “Travessia“. E inspirou vários livros de reflexões, pesquisas e complementações sobre “A cabana”, entre eles “Deus e a Cabana”.

Obs.: Esse livro me foi emprestado por um amigo que disse que ao ler pensou em mim e na minha história de perda recente, então deveria lê-lo. De fato, o livro tem requintes apreciados por mim: polêmica, religiosidade, espiritualidade e quebra de conceitos e paradgmas.

Read Full Post »

“Apometria: uma nova abordagem da desobsessão” é o tema do livro escrito pelo terapeuta Darcio Cavalli, que revela a técnica terapêutica da Apometria aplicada à busca do equilíbrio emocional, físico e espiritual. É um processo que busca ajudar o indivíduo a se libertar das influências espirituais negativas (obsessões), dos conflitos familiares e das doenças.

livro_apometriaNa visão do livro a Apometria, “apesar ter sido criada dentro de uma casa espírita, a técnica não tem nenhuma ligação com qualquer seita ou religião. É um procedimento simples, baseado na lei de desdobramento espiritual, que é uma das características do ser humano, embora essa afirmação contrarie algumas crenças espiritualistas que defendem a teoria da mediunidade, também própria do ser humano. Todo ser humano, ao dormir, é naturalmente desdobrado (viagem astral) e passa a interagir com outras dimensões astrais sentidas por meio do sonho. O doutor Lacerda, em suas pesquisas, provou que é possível obter o mesmo resultado de desdobramento dos corpos sutis em estado de vigília (pessoa acordada) por meio das técnicas apométricas e sob o comando de uma pessoa experiente”.

O desdobramento astral, alcançado na Apometria, permite acessar os corpos sutis (manifestações sensoriais que vão da alma até o corpo físico) e proceder com a cura para problemas físicos, emocionas e espirituais advindos de outras vivências espirituais.

A obra relata a jornada do autor através do conhecimento e apropriação da técnica apométrica e também diversas experiências de tratamento que resultaram na cura dos assistidos através da intervenção em vidas passadas, muitas vezes responsáveis pela origem dos distúrbios ou problemas existentes na encarnação presente. São procedimentos baseados no amor e caridade, que buscam acabar com a obsessão espiritual, auto-obsessão, pseudo-obsessão e relações de simbiose, parasitismo, processos cármicos e vampirismo estão entre os fenômenos mencionados pelo autor.

“Apometria: uma nova abordagem da desobsessão” é um livro voltado ao ensinamento das práticas espiritualistas e destinado às pessoas de mente e corações abertos, que têm fé e querem saber mais sobre o assunto e/ou aperfeiçoar sua técnica de atendimento. Isso porque ele traz informações aos dirigentes e trabalhadores na organização e nos atendimentos das Casas de Apometria.

Darcio Cavallini é empresário e pesquisador das áreas de espiritualidade, apometria, bioprogramação mental, radiestesia, metafísica da saúde, reiki, cromoterapia entre outras.

O livro é divido em nove capítulos, sendo:

  1. Como tudo começou;
  2. O que é Apometria;
  3. O mundo invisível;
  4. As leis da Apometria;
  5. Distúrbios Espirituais;
  6. O atendimento em Apometria;
  7. Técnicas de Apometria;
  8. Orientação para dirigentes de Apometria;
  9. Dos trabalhadores de Apometria.

A “Apometria: uma nova abordagem da desobsessão” é uma obra que consegui emprestada de uma colega de curso de Doutrina Espirita e muito recomendada por outras pessoas da área. É um livro interessante e instrutivo, por isso, #eurecomendo.

Read Full Post »

Esse post apresenta duas sugestões de livros sobre o universo Espírita. Com eles você é convidado a viajar no mundo da espiritualidade e decodificar um pouco mais essa doutrina sustentada pelo cristianismo e baseada na fé, caridade e esperança.

“Em busca da Espiritualidade” e “Missionários da Luz” são leituras recomendadas a quem quiser conhecer, aprender e entender um pouco mais sobre a Lei de Causa e Efeito e a Vida após a Morte.

O primeiro livro sugerido é bem introdutório e tocante, chama-se “Em busca da Espiritualidade” e seu autor é James Van Praagh. Ele apresenta os mistérios do mundo espiritual e do processo de reencarnação, mostrando o que acontece na morte e como a espírito escolhe o seu renascer.

Ele reúne histórias verídicas de comunicações após morte e nos traz a certeza do reencontro com aqueles que já partiram. E, principalmente, a chance de reparação dos nossos erros cometidos através da reencarnação e da Lei de Causa e Efeito com fim exclusivo na evolução espiritual e aprimoramento moral e da nossa fé.

Além disso, o autor nos premia com dicas de exercícios de meditação para entrarmos em contato com a nossa força interior despertando o amor, a luz e a sabedoria.

Recomendo esse livro porque é uma leitura fácil, básica e muito rica. Em pouco menos de 100 folhas são tratados diversos temas da espiritualidade divididos em capítulos como: despertando sua mente, conhecendo a si mesmo, a morte – o caminho para casa, os domínios espirituais, o espírito em evolução, voltando à Terra, expectativas, culpa, medo, perdão, amor, como lembrar-se do verdadeiro eu, guiando nossos filhos e chaves para a vida maior.

Se você acha que já ouviu falar desse escritor é provável que sim, pois James Van Praagh é autor do famoso livro “Conversando com os espíritos”.

Leitura reveladora para perder o medo da morte

O segundo livro, psicografado pelo médium Chico Xavier e ditado pelo espírito André Luiz, chama-se “Missionários da Luz” e compõe a coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.

Em 465 páginas são revelados os mistérios da reencarnação e o importante papel dos Espíritos Missionários encarregados do processo de renascimento, de acolhimento de espíritos de pouca luz e de ajuda aos reencarnados em sofrimento ou obsidiados.

Ao contrário do primeiro livro, a leitura de “Missionários da Luz” é um pouco difícil porque o texto tem um português bem rebuscado e incomum, mas bem usual nos tempos de 1945. Além do mais, o livro apresenta conceitos sobre o Espiritismo para quem já conhece um pouco a doutrina. Mas nada impossível para um leitor perseverante!

Segundo pesquisa realizada pela Candeia Organização Espírita de Difusão e Cultura esse livro está entre os 10 melhores livros espíritas publicados no século XX e é um dos mais recomendados pelos Centros Espíritas e curso de doutrinas.

Isso porque ele explica muitos conceitos do processo reencarnatório e a vida dos Espíritos de Luz que nos auxiliam na reencarnação e, principalmente, no acolhimento espiritual após a morte.

São inúmeras histórias que explicam um pouco mais sobre o Mundo Espiritual contadas através dos capítulos: o psicógrafo, a epífise, desenvolvimento mediúnico, vampirismo, influenciação, a oração, socorro espiritual, no plano dos sonhos, mediunidade e fenômeno, materialização, intercessão, preparação de experiências, reencarnação, proteção, fracasso, incorporação, doutrinação, obsessão, passes e adeus.

Um dos capítulos mais conhecidos desse livro, pelo menos pelos espíritas, é o da “Reencarnação” que conta a história do casal Adelino e Raquel comprometidos espiritualmente com a reencarnação de Segismundo (seu antigo algoz), mas que por desavenças de outras vidas o futuro pai, Adelino, se recusa (através da repulsa de sintonia magnética) a cumprir o combinado feito nas esferas espirituais.  Adelino tem sonhos terríveis e alucinações temerosas com o antigo adversário (Segismundo) e essa experiência prejudica sua fertilidade e sua aproximação com o espírito daquele que será seu futuro filho.

Essa é uma das maravilhosas experiências contadas no livro que traz lições importantes para seguirmos aceitando e respeitando a Providência Divina.  Sem contar que essa história, e tantas outras presentes no livro, se encaixam naquele velho ditado de que nem sempre entendemos os desígnios de Deus, mas tudo tem uma razão de ser.

É um livro emocionante, instrutivo e repleto de histórias comoventes.

Deixo como sugestão de reflexão uma das frases ditas no livro “O Senhor não nos confia problemas dos quais não sejamos dignos!”.

Encerro aqui com os versos “Medidas da Alma” de Emmanuel publicado em “Ação e Caminho”:

Não lastimas as dificuldades

Que nos ensinam a viver.

Ninguém aprende sem lições.

Quem suporta os próprios revezes

Com serenidade e coragem,

Entesoura resistência.

Recorda: obstáculos e provações são medidas para a avaliação de

Nossa fé em Deus em nós mesmos.

Boa leitura!

Clique aqui e confira o link para baixar o livro Missionários da Luz.

 

Leia também:

Resenha do livro “Evolução em Dois Mundos” da mesma coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.

Resenha do livro “E a Vida Continua…” da mesma coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.

 

Read Full Post »

Uma das metas estipuladas em meu plano “1001 dias x 101 metas” foi registrar os livros que tenho lido.

O fato é que adoro ler tanto quanto escrever, mas não consigo registrar aqui no blog todos os livros que leio, ou seja, minha velocidade de leitura é maior do que a da escrita no blog.

Então estou determinada a colocar tudo em dia, conforme propus em minhas metas de “ano novo”.

É de conhecimento da maioria dos meus amigos e familiares que faço um curso, na verdade um estudo, de Doutrina Espírita. Lá trocamos muitas informações sobre livros e também experiências de vida.

Estou intercalando minhas leituras, ou seja, um livro da área técnica/lazer/jornalística e outra espírita.

Então vamos lá! Em fevereiro deste ano terminei o livro “E a Vida Continua… A Vida no Mundo Espiritual”, da Federação Espírita Brasileira.  Esse livro compõe a série “A Vida no Mundo Espiritual” que contém 13 livros.

Ditado por André Luiz (do livro Nosso Lar) e psicografado pelo iluminado Chico Xavier, esse livro é muito explicativo.

E apesar dele ter um tom de romance ele não é apenas um romance espiritual, são histórias de vidas entrelaçadas por um compromisso espiritual de longa data.

Ele conta a história de duas pessoas/espíritos especiais e reais, Evelina e Ernesto, que ao desencarnarem veem a possibilidade de ajudar espiritualmente seus amigos e familiares que ficaram na Terra.

Num exercício constante de renovação e de superação de provas, eles buscam forças e sabedoria para ajudar aqueles que amam e que de certa forma ficaram em outra realidade (plano físico) sem ter ideia da maravilhosa existência do Plano Divino e das Leis do Universo.

Confesso que a linguagem do livro não é tão simples, mas não beira ao total rebuscamento literário. Então é possível para qualquer pessoa apreciar a leitura e aproveitar para aprender algumas palavras novas através de uma linguagem bem formal “das antigas”, já que o livro data de 1968. (rsrs)

É um livro consolador e muito elucidativo. Traz muitos elementos e exemplos de como a vida no Plano Espiritual se “desenrola”,  nos confortando com a ideia de que tudo não acaba aqui e que há muito por fazer por nós e por aqueles que amamos, mesmo depois da desencarnação.

O guia espiritual de Chico Xavier, Emmanuel, apresenta esse instigante livro e nos dá um ensinamento comovente ao dizer que “quanto maior a cultura de um Espírito encarnado, mais dolorosos se lhe mostrarão os resultados da perda de tempo. Quanto mais rebelde a criatura perante a Verdade, mais aflitivas se lhe revelarão as consequências da própria teimosia”.

Então vamos parar de insistir nos erros e percorrer os mesmos caminhos acreditando que encontraremos resultados diferentes. É hora de fazer de outra maneira e aprender com esses mesmos erros!

Selecionei duas passagens do livro que achei bem interessante. Uma diz respeito às nossas atitudes:

“Deus não nos condena nem nos absolve. O Amor Universal está sempre pronto a soerguer-nos, instruir-nos, burilar-nos, elevar-nos, santificar-nos. O destino é a soma de nossos próprios atos, com resultados certos. Devemos sempre a nós mesmos as situações em que se nos enquadra a existência, porquanto recolhemos da vida exatamente o que lhe damos de nós”.

A outra passagem fala sobre a necessidade de trabalharmos constantemente para nossa redenção e aperfeiçoamento espiritual, sempre através da reencarnação:

“Toda construção nobre há que ser dirigida. Primeiro, o projeto; em seguida, a execução… No plano físico, idealiza-se a continuação da vida, no mundo espiritual… No mundo espiritual, idealiza-se a correção, o reajuste, a melhoria e o polimento dessa mesma vida, no plano físico. Somos viajores do berço para o túmulo e o túmulo para o berço, renascendo na Terra e na Espiritualidade, tantas vezes quantas se fizerem precisas, aprendendo, renovando, retificando e progredindo sempre, conforme as Leis do Universo, até alcançarmos a Perfeição, nosso destino comum…”.

Esse livro é leitura obrigatória para quem deseja entender melhor o mundo da espiritualidade, o amparo necessário para o desencarne, a elaboração do plano de vida no Mundo Espiritual e a reencarnação.

Confira a sinopse:

“Este livro apresenta o retrato espiritual da criatura ao desencarnar e demonstra que a vivência dos habitantes do Além está relacionada com sua condição mental. Em 26 capítulos, numa linguagem romanceada, relata a história de personagens reais que, desencarnados, deparam-se com o amparo dos amigos espirituais. Estes os incentivam à renovação pelo estudo e trabalho, preparando-os para rever sua vida e desvendar as tramas do passado, permitindo-lhes traçar novas diretrizes de conduta. Esta obra ensina-nos a prática do auto-exame na certeza de que a vida continua além da morte ajustada às leis de Deus, plena de esperança e trabalho, progresso e realização”.

 Boa Leitura!

Obs.: clique aqui e baixe gratuitamente o livro no site da Editora Franciscano.

Leia também:

Resenha do livro “Missionários da Luz” da mesma coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.

Resenha do livro “Evolução em Dois Mundos” da mesma coleção “A Vida no Mundo Espiritual”.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: