Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Comunicação’

Perceber novas linguagens, melhorar a comunicação, entender “as entrelinhas” e as mensagens subliminares, isso e tudo mais, é o que você aprenderá com esse livro “A Linguagem da Mudança”, de Bernd Isert.

Há muitos provérbios que dizem respeito à força e importâncias da palavra, vamos conferir:

  • “A palavra é prata, o silêncio é ouro”. – Provérbio Chinês
  • “Há quatro coisas que não voltam: a pedra atirada, a palavra dita, a ocasião perdida e o tempo passado”. – Autor Desconhecido
  • “Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies”. – Machado de Assis

Nova vida se dá através da comunicação e não há interação entre pessoas sem o processo da linguagem, que a cada tempo se aperfeiçoa, melhora e se expande.

O livro é formado por histórias que ajudam a melhorar a comunicação seja com sua família, dentro da sua empresa ou com seus amigos. Ele também te ajuda a usar as palavras com mais consciência melhorando sua comunicação, interação com outras pessoas e ampliando seu crescimento pessoal.

Bernd Isert nos ensina de forma simples e compreensível, através de perguntas e respostas, a obter as informações necessárias e certas ou entender o que o outro está tentando nos dizer.

O livro transcorre através do diálogo entre Ana e Bernardo, que nos conduz à uma fascinante viagem pelo mundo da linguagem, da transmissão de ideias e pensamentos, da Comunicação e do uso das palavras certas.

O livro conta, com exemplo de exercícios importantes para colocarmos em prática técnicas de Comunicação, mas infelizmente com poucas teorias sobre PNL e Sistemas. Enfim… não é um livro rico em “teoremas” e, sim, em exemplos.

O livro “A Linguagem da Mudança” é dividido em quatro partes:

1 – Expressão e Experiência:

  • Fundamentos do Uso da Linguagem;
  • Entender a si mesmo;
  • A Capacidade de Expressão Sensorial;
  • Estabelecer Metas.

2 – Troca e Mudança:

  • O Metamodelo da Linguagem;
  • Ouvir, Calar e Valorizar;
  • A Ressignificação Criativa;
  • O Modelo Retórico;
  • A Troca de Recursos;
  • O Trabalho Terapêutico;

3 – Linguagem e Sentido:

  • Expressão Não Específica;
  • A Utilização da Linguagem Hipnótica;
  • O Modelo Milton de Linguagem;
  • Metáforas e Histórias.

4 – Para Dentro de Si:

  • Viagem Imaginária.

Bernd Isert é coach, trainer, consultor e terapeuta expert em Programação Neurolinguística (PNL), Terapia Sistêmica, Constelação Sistêmica, Cinesiologia e criador do Metaforum Academia para Comunicação Criativa.

Tive o prazer de conhecer Bernd na Universidade Verão organizada pelo Metaforum Academia, uma instituição alemã, em janeiro deste ano, aqui mesmo em Campinas.

Ele é uma pessoa doce, amável, estudioso incansável do comportamento humano e profundo conhecedor de técnicas de ressignificação terapêutica (mudança de padrão).

“A Linguagem da Mudanca” é um livro importante para comunicadores, professores e estudiosos da PNL, curiosos do comportamento humano… enfim… todos aqueles que querem usar a linguagem com habilidade e precisão.

#eurecomendo

Read Full Post »

Congresso Estadual dos Jornalistas – Audálio Dantas, eu vou!

E você, vai ficar de fora dessa???


 

Hoje (21/09) começa o 14º Congresso Estadual dos Jornalistas de São Paulo intitulado “Jornalismo e Trabalho no Século XXI”  e organizado pelo Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo, que neste ano, homenageará o jornalista Audálio Dantas.

O encontro lançará luz as questões do mundo do trabalho do jornalista através das teses “Organização e Unidade dos jornalistas”, “Fraude no Trabalho: precarização, PJ e multiplataforma”, “Condição de Trabalho: saúde e segurança dos jornalistas”, “Jornalismo Ambiental” e “Novo Marco Regulatório das Comunicações e o papel dos jornalistas”.

Confira a programação e para saber mais sobre o congresso, clique aqui:

21 de setembro (sexta-feira)

17h – Credenciamento no local do Congresso

20h – Abertura solene – Teatro Municipal

20h30 – Ato: 75 anos do SJSP e homenagem ao jornalista Audálio Dantas

21h – Abertura da Exposição Fotográfica – Coquetel

 

22 de setembro (sábado)

8h – Café da manhã

9h – Assembléia: Escolha da mesa diretora dos trabalhos e da comissão da Carta de Caraguatatuba

10h – Plenária

12h – Almoço

13h30 – Plenária

14h – Encerramento do credenciamento

16h – Coffee Break

16h15 – Plenária

18h – Ato: Jornalistas Vítimas da Ditadura Militar – Memória, Verdade, Justiça e Direitos Humanos

19h30 – Jantar

20h30 – Evento Cultural

 

23 de setembro (domingo)

8h – Café da manhã

9h – Plenária Final: eleição dos delegados para o Congresso Nacional e aprovação da Carta de Caraguatatuba

11h – Sessão Solene de encerramento

12h – Almoço

 

Se você quer contribuir com  as discussões e a construção da luta da categoria, saiba que ainda dá tempo de garantir uma vaga como observador.

Participe, porque essa luta é de tod@s nós!

Read Full Post »

Esse post é para referenciar o Comitê para  Democratização da Informática (CDI Campinas) que conheci há alguns anos.
Faz alguns dias que estou querendo escrever sobre essa instituição, mas não encontrava tempo.
O CDI Campinas é uma organização não-governamental sem fins lucrativos que, desde 2000, promove a inclusão digital visando à inclusão social. Esse projeto integra uma rede internacional que tem como missão transformar vidas e fortalecer comunidades de baixa renda através do uso das tecnologias da informação e comunicação (TICs).
O CDI acredita que o domínio de novas tecnologias abre oportunidades de trabalho e geração de renda, permite o acesso a fontes de informação e a espaços de sociabilidade que propiciam a busca coletiva de soluções para os problemas enfrentados pelas comunidades. E sem dúvida eles estão certos!

Estamos em plena era do conhecimento onde o crescimento exponencial da Internet (acessos e compartilhamentos), em especial das mídias sociais, contribui para o avanço do campo da tecnologia da informação modificando constantemente nossa realidade social.
A Internet, além de ser uma rede de computadores é, principalmente, uma rede de pessoas que se conectam, interagem, trocam informações, ampliam suas descobertas e apresentam um potencial de mobilização muito grande.

Atuação da organização transforma a vida de muitos jovens
O CDI atua através das Escolas de Informática e Cidadania que funcionam, na maioria dos casos, em associações localizadas em comunidades de baixa renda ou no seu entorno. Mas podemos encontrar EICs nas dependências de instituições públicas ou de empresas. Suas bases são fundamentadas no projeto de disseminação e acesso à Cultura Digital.
A ONG CDI Campinas trabalha com tecnologia a serviço da cidadania, por isso, é fundamental auxiliarmos essa entidade que contribui para ampliar os horizontes dos jovens oferecendo-lhes uma oportunidade de profissionalização na área da tecnologia.
São muitas as formas de contribuir com o CDI Campinas:

  • Doação de Computadores;
  • Voluntariado;
  • Destinação do Imposto de Renda de Pessoa Física ou Jurídica (através do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente);
  • Doações em dinheiro.

O domínio da Informação e da Tecnologia (recursos tecnológicos) é essencial para alavancar o desenvolvimento social e econômico da sociedade.

Combate à Exclusão Digital
De 19 a 23 de março/12 acontece a Semana da Inclusão Digital sob o lema “Todo Mundo Pode Mais”.
Essa é uma iniciativa da Rede CDI que visa mobilizar e envolver os diferentes agentes da sociedade civil em ações voltadas direta e indiretamente para o combate à exclusão digital.

Lembro também que nossa luta por inclusão digital passa pelo direito ao acesso à informação (democratização dos meios de comunicação) e à tecnologia (Banda Larga Popular).

Endereço do CDI Campinas:
Av Nestor Castanheira, 80. Vila Industrial. Campinas/SP
Tel.: (19) 3304-5833 / (19) 3273-0626
www.cdicampinas.org.br
contato@cdicampinas.org.br

Read Full Post »

O evento acontecerá dia 17 de setembro/11, no Centro de Convivência Cultural, para discutir internet para todos e Cultura Digital. Banda larga livre e atividades culturais

Inscreva-se já!

Arena Digital Campinas é um evento sobre Cultura Digital e um espaço para discutir a democratização da banda larga em Campinas e Região e no País com o Plano Nacional de Banda, projeto do governo federal  de universalização dos serviços de internet. É organizado pela Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara, presidida pelo vereador Sérgio Benassi (PCdoB), em parceria com a IMA (Informática de Municípios Associados), Unicamp, CPqD, Ciatec, ONGs e projetos como CDI – Comitê para Democratização da Informática -, Casa de Cultura Tainã, Prouca – Programa Um Computador por Aluno, Associação Campineira de Imprensa, Jovem.Com, Sindicato dos Jornalistas, Centro de Estudos Barão de Itararé e as secretarias municipais de Educação, Cultura, Assistência e Coordenadoria da Juventude. Tem  apoio cultural da Sanasa, Agência Click Ideia e Elemídia.

O  evento reunirá especialistas, políticos, empresários e estudiosos em mesas redondas que debaterão os temas relacionados à banda larga e cultura digital, tais como Infraestrutura digital, Economia digital, Educação, Memória e Comunicação.  O intuito é trazer a sociedade civil organizada e prefeituras da RMC para as discussões das cidades digitais e também é conscientizar professores e estudantes do ensino médio e das universidades de Campinas e região, além de usuários da rede mundial de computadores,  sobre a diversidade de possibilidades abertas pelas novas tecnologias no campo da educação e do trabalho.

O Arena Digital Campinas acontecerá  no dia 17 de setembro, no Centro de Convivência Cultural. As inscrições são gratuitas. Inscreva-se já! Todos os participantes receberão certificados. Participe do Arena Digital Campinas no Facebook, no Twitter e no Youtube.

 

Programação

A programação do Arena Digital Campinas abrigará oficinas de redes sociais, tvweb, rádioweb, fotografia e música eletrônica, feira de instalação de software livre, apresentação de projetos tecnológicos e educacionais, telecentros e algumas atividades serão transmitidas ao vivo pela internet. A IMA disponibilizará um sinal de wirelless livre de 15 Mbps (Megabites por segundo). Haverá telecentros disponíveis para oficinas e navegação, mas o usuário pode levar seu laptop, tablet ou celular com conexão à rede.

As mesas redondas vão discutir Infraestrutura, Economia, Educação/Memória, Cultura e Comunicação digitais. Entre os participantes está o sociólogo e professor Sérgio Amadeu da Silveira, conselheiro do Comitê Gestor da Internet do Brasil (CGI.br), um dos nomes mais atuantes na luta pela democratização da banda larga. Participam também uma das coordenadoras da Campanha Nacional – Banda Larga é um Direito Seu!, Veridiana Alimonti; o coordenador da Rede Brasil Atual, Paulo Salvador; o presidente da IMA, Pedro Ziller, e o da Ciatec, Luiz Carlos Rocha Gaspar; o presidente da RMC, Hamilton Bernardes Jr.; o coordenador do Ubuntu SP, Kemel Zaidan; os secretários de Educação e o do Esporte e Lazer de Campinas, Márcio de Andrade e Gustavo Petta; o professor da Unicamp, José Valente e a pesquisadora Cristiane Dias, do Labeurb, entre outros. (Veja programação completa)

 

Programação Dia 17

8h30 – Cadastramento – Salão de Entrada
9h30 – Abertura Oficial – Teatro Luís Otávio Burnier

10h – Mesa redonda: O que é PNBL e sua importância para o desenvolvimento nacional – Teatro LOB
Sérgio Amadeu – Conselheiro do CGI.br
Veridiana Alimonti – Inst. Bras. de Defesa do Consumidor – IDEC / Campanha Nacional da Banda Larga

11h30 – Mesa: Banda Larga e RMC: Projeto Cidade Digital – Teatro Luís Otávio Burnier
Pedro Ziller – Presidente da IMA (Informática de Municípios Associados)
Hamilton Bernardes Jr – Prefeito de Pedreira e Presidente da RMC
Marcos de Carvalho Marques – CPqD – Mapa Cidades Digitais

11h30 – Mesa: Transmissão de grandes eventos esportivos e o torcedor 2.0 – Sala Carlos Gomes
Gustavo Petta – Secretário Munic. de Esporte e Lazer
Joel Benin – Ministério dos Esportes – Copa do Mundo 2014

13h – Intervalo para Almoço

13h30 – Mesa: Banda Larga e Cultura Digital na Educação/Memória – Teatro Luís Otávio Burnier
Prof. José Valente Unicamp-Nied
Márcio Rogério Silveira de Andrade – Secretário Mun. Educação de Campinas/Prouca
Manoel Dantas – Click Ideia

13h30 – Mesa: Banda Larga e mercado digital – Sala Carlos Gomes
Luis Carlos Rocha Gaspar – presidente do Ciatec
Rodrigo Saraiva – Diretor da Elemídia
Kemel Zaidan – Coordenador do Ubuntu SP

15h30 – Mesa: Comunicação e informação na cultura digital – Sala Carlos Gomes
Guto Camargo – presidente do Sindicato dos Jornalistas de SP
Barão de Itararé
Paulo Salvador – Rede Brasil Atual

15h30 – Mesa: Cultura Digital e Sociedade – Teatro Luís Otávio Burnier
TC – Ponto de Cultura Tainã
Cristiane Dias – Pesquisadora do Labeurb-Unicamp

Oficinas nos telecentros e Galeria B:
10h – Jogos Sesc
11h e 15h – Redes Sociais
12h – Rádioweb
12h – Tvweb
10h e 13h – Foto digital
11h e 15h – Música Eletrônica
11h30 e 14h – Robótica

Exposições no Teatro de Arena:
Jovem.com
CDI -Comitê pela Democratização da Informática
Prouca – Programa Um Computador por Aluno
Agência Click Ideia
CPqD – Tecnologias
Ciatec
Ubuntu

Atividades paralelas no recinto:
Ônibus E-Gov: atendimento e serviços on line
Sanasa Móvel: Atendimento ao público
Monitoramento das câmeras do Cimcamp ao vivo

 

Campanha Nacional de Banda Larga

O Arena Digital Campinas foi incluído no roteiro da Campanha Nacional pela Banda Larga, aderida por dezenas de entidades no País. O evento será o pontapé inicial para um fórum permanente de debates sobre uma Campinas digital.

Veridiana Alimonti, do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumido (Idec) e coordenadora da Campanha Nacional  “Banda Larga é Direito seu!”, que fará parte da mesa redonda sobre PNBL e Desenvolvimento, afirma que a luta dos movimentos sociais é não só democratizar o acesso à banda larga, mas oferecer um serviço de qualidade e barato. “Esta é uma bandeira estratégica para o desenvolvimento do País”.

Atualmente o serviço de internet oferecido pelo mercado deixa à desejar, primeiro por não universalizar; segundo por ser caro; terceiro por ser ineficiente. As empresas não são obrigadas a entregar toda a banda que oferecem. Por isso, o governo federal desenvolveu o Plano Nacional de Banda Larga, com intuito de universalizar o acesso, mas a pressão das multinacionais têm sido forte em favor de seus interesses lucrativos. Os movimentos sociais fizeram um manifesto: ”…É necessário que se faça uma vigília permanente para que as políticas de banda larga estejam pautadas no interesse público, o que já sofre reveses. Os rumos recentes tomados pelo governo reforçam o abandono da ideia de serviço público como concretizador de direitos e privilegia soluções sob uma lógica de mercado.”

Segundo o vereador Sérgio Benassi, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara Municipal de Campinas, com a sociedade, as empresas e o poder público interagindo pela internet e a exigência cada vez maior deste dinamismo nos relacionamentos digitais, é preciso pensar de maneira coletiva e democrática de fazer a cidade se desenvolver neste sentido. “Campinas e região sempre foram vanguarda em tecnologia e políticas públicas. Vamos com este evento reunir as principais instituições de nossa cidade e região nesta área para ampliarmos o debate sobre  Campinas Digital e um País mais conectado”.

 

CCC é transformado em estação digital

A realização do Arena Digital Campinas no Centro de Convivência Cultural já trouxe um avanço permanente ao acesso à banda larga para os usuários do local e para a cidade.  A IMA (Informática de Municípios Associados) transformou todo o complexo formado pelos de teatros de Arena e Luís Otávio Burnier, Sala Carlos Gomes salas e galerias A, B e C, Administração, Orquestra Sinfônica, além de toda Praça Imprensa FLuminense numa estação digital. Todos os ambientes receberão cabos de fibra óptica ou wireless com acesso livre.

O acesso à banda larga abre novas possibilidades de uso dos espaços do CCC,  que poderão ser utilizados para eventos, palestras, oficinas ou cursos que exijam utilização da rede mundial de computadores.

 

Acontecerá no Arena Digital Campinas

– O presidente da IMA (Informática de Municípios Associados), Pedro Jaime Ziller, na mesa sobre Banda Larga e RMC – Projeto Cidade Digital, apresentará os avanços do plano em Campinas. A IMA será responsável pela implementação do Plano Nacional de Banda Larga na Região Metropolitana de Campinas.

– O diretor do CPqD, Marcos de Carvalho Marques, apresentará o estudo do ranking de cidades digitais no Estado e seus avanços desde 2005. O CPqD também fará uma demonstração do T-Cod, software direcionado para Educação, que está quase pronto para revolucionar o conceito de ensino nas salas de aula, levando mais interatividade entre alunos e professores. O software receberá um novo nome para chegar ao mercado.

–  O secretário de Esportes e Lazer, Gustavo Petta, debaterá com o coordenador de Comunicação da Copa 2014, Joel Benin, as transmissões de grandes eventos esportivos e a novas tecnologias utilizadas pelo torcedor  que mais interativo.

– A UCA Unicamp (Um Computador por Aluno), que tem parceria com a Secretaria Municipal de Educação, fará apresentação do projeto “Robótica na Escola”, coordenado pelo professor José Valente do Nied (Núcleo de Informática para Educação) da Universidade Estadual de Campinas. As crianças e professores poderão programar os robozinhos com os netbooks quer serão utilizados em todas as escolas infantis do município.

– A mesa sobre Banda Larga e Mercado Digital terá representantes da Elemídia, empresa de comunicação em elevadores; do Ubuntu, sistema operacional desenvolvido em plataforma Linux e do Ciatec, incubadora municipal de empresas de tecnologia. A discussão girará em torno dos novos profissionais e o desenvolvimento de tecnologias próprias e independentes no País. O pessoal Ubuntu também fará um feira de instalação de softwares livres.

 

Mais:

Ø Wirelles de 15 megabites livre em todo o Centro de Convivência.

Ø O Sesc Campinas fará oficinas de jogos educativos.

Ø A Associação Campineira de Imprensa (ACI) será responsável pela oficinal de Redes Sociais

Ø O CDI – Comitê de Democratização da Informática dará oficinas de RádioWeb e Foto Digital.

Ø A ONG E-Jovem fará oficina de TVWeb.

Ø A Aimec (Academia Internacional de Música Eletrônica) ministrará uma oficina de composição e edição de música digital

Ø O ônibus E-Gov da Prefeitura e o Sanasa Móvel estarão atendendo  ao público no dia.

Ø O Cimcamp fará transmissão ao vivo das câmaras de vigilância.

Ø Transmissão ao vivo pela internet pela Casa de Cultura Tainã e Net Comunidade.

 


Read Full Post »

Participe da Plenária da Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e a Liberdade de Expressão
No dia 14 de maio (sábado), a partir das 10h, no auditório Sérgio Vieira de Melo da Câmara Municipal de São Paulo (Viaduto Jacareí, número 100, perto da Praça das Bandeiras e da estação Anhangabaú do metrô), acontece a Plenária Estadual da Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão – Frentex.

A Plenária Estadual é uma iniciativa importante para a retomada dessa movimentação, num momento em que se discute o Plano Nacional de Banda Larga e um novo Marco Regulatório para as comunicações brasileiras. Além dessas pautas, discutiremos também a criação de uma Conselho Estadual de Comunicação em SP e os rumos da TV Cultura, que passa por um dos maiores desmontes de sua história, com prejuízos significativos para a comunicação pública no nosso estado.

Também celebraremos um ano de funcionamento da Frentex, que reúne entidades e movimentos sociais que construíram as etapas municipais, regionais e estadual da I Conferência Nacional de Comunicação (Confecom), em 2009, e que agora se articulam em defesa da democratização dos meios de comunicação em São Paulo.

Mobilize sua entidade, cidade e região e venha debater conosco!

Todos e todas à Plenária Estadual da Frentex
Dia 14/05 – sábado – das 10h às 17h
Câmara Municipal de SP – auditório Sérgio Vieira de Mello

Read Full Post »

Sustentabilidade. Hoje em dia esta “palavra mágica” está em todos os lugares; no jornal, no comercial de TV, no supermercado. O uso indiscriminado tem um lado ruim porque confunde e banaliza, mas também tem o seu lado bom porque levanta dúvidas, gera polêmicas e acaba estimulando o interesse da sociedade. Há quem opte por fazer o caminho do chamado “marketing verde” – com muita divulgação e pouca ação – e há aqueles que, de fato, estão mudando suas estratégias de negócios para abarcar todos os dilemas e benefícios que uma gestão socialmente responsável pressupõe.

Em geral, na mídia, o assunto está concentrado em cadernos especiais ou relacionado a questões ambientais. Especialmente após o lançamento do relatório do IPCC*, em 2007, temas como aquecimento global e mudanças climáticas ganharam as manchetes dos veículos de comunicação no mundo inteiro. Entretanto, há ainda uma abordagem percebida como nicho e jornalistas sendo vistos como “convertidos” ou “verdes”; sem que o assunto extrapole os limites da editoria em que foi encaixado.

Como podemos, a partir da sua contribuição, ampliar o espaço deste assunto? É possível, além do viés econômico, adicionar a dimensão ambiental e social às reportagens que são produzidas hoje?

Essas são questões que queremos debater no Seminário A Sustentabilidade no Jornalismo Brasileiro, que ocorrerá nos dias 29 e 30 de março de 2011, em São Paulo/SP. Convidados se distribuirão nos dois dias para dialogar com jornalistas e blogueiros a fim de refletir qual é a alternativa possível diante de um cenário nas redações de restrição de tempo e de pessoas.

*Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas (IPCC, na sigla em inglês)

 

Programa:

Local: Spazio Collodoro (Rua Alvarenga, 624 Butantã, São Paulo/SP)

 

29/03/2011

9h00 às 13h00: Fundamentos da pauta contemporânea

14h00 às 18h00: Sustentabilidade nos negócios/na economia

 

30/03/2011

9h00 às 14h00: Sustentabilidade na política

15h00 às 18h30: Sustentabilidade no cotidiano

 

Informações:

Você também pode fazer a inscrição em apenas um período. Favor confirmar presença pelo link: http://www.ethos.org.br/sistemas/eventos/conf_evento.asp?id=323

Informações: Patricia Saito (psaito@ethos.org.br), telefone (11) 3897-2415

Evento para jornalistas. Inscrições gratuitas!

A programação completa está em www.ethos.org.br/rsenamidia

Read Full Post »

Conselho de Comunicação: Ameaça à liberdade de imprensa ou exercício de cidadania?

Este é o tema da audiência pública que será realizada em 8 dezembro, às 14 horas, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Auditório Franco Montoro), para debater o Projeto de Resolução nº 9/2010, de autoria do deputado Antonio Mentor, que cria o Conselho Estadual Parlamentar de Comunicação.

Para o deputado, a criação do Conselho Parlamentar de Comunicação (Consecom), é uma proposta para contribuir com o processo de democratização das informações da mídia no Estado de São Paulo. “Ao contrário do que tentam fazer crer alguns setores da imprensa, o projeto não tem qualquer pretensão de servir como mecanismo de censura, nem interferir no conteúdo veiculado pela mídia”, explica Mentor.

O Conselho Parlamentar terá atribuições de fiscalizar, avaliar e propor políticas estaduais de comunicação, e promover os direitos humanos. Também terá caráter deliberativo e será formado por 30 membros e respectivos substitutos, escolhidos entre representantes das universidades paulistas, do Poder Legislativo, do Ministério Público, da Defensoria Pública do Estado e do poder público municipal.

Para o debate na audiência pública, estão convidados representantes do setor público, empresas de comunicação e sociedade civil.

O Programa “Assembléia Convida”  tem como tema:  A IMPORTANCIA DE UM CONSELHO DE COMUNICAÇÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO.

Ele vai ao ar pela TV Assembleia (SP):

– na quinta, dia 2/12 – 20H00 – São Paulo

– na sexta, dia 3/12 às 21H00 – Interior SP

– no sábado, dia 4/12 às 23H00- Interior e Capital

*Iniciativa do mandato do deputado Antonio Mentor


Fonte: Assembleia Permanente do PT (http://www.ptalesp.org.br/agenda_ver.php?tipoAgenda=3&idAgenda=230)

 

Minhas impressões:

Acho de fundamental importância retomar a discussão sobre o Conselho Federal de Comunicação com vistas a regularizar o setor midiático, que atualmente está caótico. Um conselho que possa ajudar na regulação do setor e da profissão, além de defender os profissionais que atuam no mercado.

Hoje, infelizmente o receptor é bombardeado com informações sem ética e tendenciosa. O setor midiático sob alegação de “censura” diz que a regulação do setor configura-se em desrespeito à liberdade de expressão.

Na verdade os cinco ou seis conglomerados midiáticos que dominam a Comunicação brasileira não querem mexer nas regras do jogo, não querem perder privilégios. Eles querem continuar ditando as ordens e “usar e abusar” da manipulação da informação em benefícios escusos e próprios.

Nossa luta pela democratização da Comunicação e respeito aos direitos humanos perpassa a liberdade de expressão e tem como princípio assegurar o direito à informação de qualidade. Direito legítimo e digno à população.

A única forma de avançarmos nesta luta é com muito debate,  força política, mobilização e convencimento. É preciso colocar em pauta a necessidade de transformar essa mídia, que hoje é um engodo, em algo mais digno de ser visto, lido e ouvido.

Agarrar-se a desculpa de ferir a liberdade de expressão para não fazer um debate consciente da necessidade de outra mídia, mas humana, justa, solidária, correta e de qualidade; é furtar-se à luta por uma sociedade mais justa e igualitária. É fugir dos deveres aos bens públicos plenos que não firam nossa dignidade humana.

Temos que considerar que a Comunicação é um bem social, assim como a Educação, a Cultura, o Lazer… E como tal deve ser discutida, projetada, transformada, ou seja, MELHORADA URGENTEMENTE!

Hoje já não dá mais para assistir TV Globo e achar que o que eles tratam, e da forma que tratam, nas telenovelas é o Brasil. É o Brasil do Roberto Marinho, não da Dona Maria, do Sr. José, do Seu Antônio, da Dona Conceição. Não é mesmo! Informações e ideias cheias de preconceito e discriminação!

É o Brasil que a família Marinho quer nos mostrar na telinha. É o conceito ou o estereótipo de brasileiro que eles acham que somos ou devemos nos transformar. Basta! Eu quero Comunicação de qualidade, de verdade!

Sabemos que esses conglomerados são fortes, sadios, consistentes e tradicionais no país, mas não vamos esmorecer.

Vamos ao embate, porque outra mídia é possível.

 


Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: