Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Diversidade’ Category

Exposição do grupo Ex-NihiloAVESSO é o nome da exposição coletiva do grupo Ex-Nihilo sediada pelo Centro Cultural de Inclusão e Integração Social (CIS-Guanabara), mais conhecido como Estação Guanabara.

A instalação traz peças de roupas que exteriorizam emoções e pensamentos dos artistas. As peças expostas expressam a identidade pessoal e/ou questões existenciais de forma livre e intuitiva.

Em poucos metros quadrados, a instalação apresenta o universo fashionista e pessoal dos artistas Caroline Urquiza, Eduardo Galdeano, Elda Bueno, Fernanda Bronzeado, Laura Jacob, Lene Matui, Marcia Gregato, Marina Matui, Patricia Kerr, Sarah Galdeano, Sissa Buckeridige, William Heinrich e José Eduardo.

As criações misturam roupas charmosas, na maioria feminina, com peças eletrônicas, folhas de árvores, fotos, poemas, recados e objetos pessoais que juntas compõem um inusitado jogo de varais que se entrelaçam e criam uma instalação caótica, divertida, moderna e inspiradora.

A ideia das obras tem tudo a ver com o nome do grupo Ex-Nihilo, expressão em latim que significa que nada surge do nada. É uma expressão que indica que o ser não pode começar a existir a partir do nada, tal como as peças que recriam o olhar dos artistas de forma simples e liberal. Segundo a enciclopédia Wikipedia a “criação do nada é conhecida como criação ex nihilo. Muitas vezes atribuímos aos seres humanos a criação de várias coisas, mas eles são incapazes de criar do nada. Podemos mudar a forma da matéria preexistente, mas não temos poder de criar ex nihilo. Somente o poder sobrenatural de Deus pode fazê-lo”.

Camisa registro da exposição

O CIS Guanabara fica na Rua Mário Siqueira, 829, no Guanabara em Campinas/SP e está aberto das 9 às 17h. Vale dizer que, o CIS-Guanabara é vinculado e mantido pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PREAC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Visite, você não vai se arrepender!

E não se esqueça de assinar a camisa branca para registrar presença.

Exposição do grupo Ex-Nihilo

Exposição do grupo Ex-Nihilo

Exposição do grupo Ex-Nihilo





Exposição do Grupo Ex-Nihilo

Read Full Post »

Este post traz duas dicas excelentes de filmes sobre a temática LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Trangêneros) e Direitos Humanos.

O assunto tem tudo a ver com o calendário de dezembro e não estou falando do fim do mundo, Natal ou coisas do tipo, mas sim do estabelecimento da Declaração Universal dos Direitos Humanos, comemorada no dia 10.

As duas obras são baseadas em histórias reais e retratam a luta do movimento GLBT americano em busca de respeito e de direitos iguais.

Sem dúvida são histórias para fortalecer os ideais, renovar os conceitos, inspirar novas ações e atitudes e praticar o respeito ao próximo.

Política e Diversidade Sexual

milk-avozdaigualdade

A primeira dica é o filme Milk – A Voz da Igualdade”, estrelado pelo ator Sean Penn, que conta a história do nova-iorquino Harvey Milk que resolve concorrer às eleições para a Câmara de Supervisores da cidade de San Francisco tendo como principal bandeira de luta a defesa dos direitos LGBT. Apesar da resistência popular ele se torna o primeiro gay assumido a alcançar um cargo público de importância nos Estados Unidos e a combater as legislações discriminatórias da época.

O filme mostra o crescimento do movimento gay contra a homofobia e em defesa da livre expressão sexual.

Religião e sexualidade

payersforbobbyposter

Em “Orações para Bobby” (Prayers for Bobby) a história agora é outra. O filme, baseado no livro homônimo de Leroy F. Aarons, conta a história de Bobby Griffith um adolescente que tenta reprimir seus sentimentos por ser oprimido pela família cristã conservadora que tenta curá-lo do pecado carnal, principalmente sua mãe fanática religiosa.

Durante seu despertar sexual e acometido pelas preocupações religiosas e morais ele busca aceitação social e também acabar com seu sofrimento. E encontra resposta no suicídio.

Diante da tragédia e da dor, sua mãe abre os olhos e busca conforto em um grupo de autoajuda para pais com visão religiosa mais ampla e que defendem incondicionalmente os direitos dos gays.

Respeitando as diferenças

Não vou me aprofundar contando essas duas histórias tocantes. Apenas digo que os dois filmes caminham no sentido de amenizar o preconceito, entender e respeitar a luta dos ativistas LGTB e combater a homofobia. Mas isso só será possível se você assisti-los com a mente e o coração abertos.

Read Full Post »

Piada é bom e todo mundo gosta! E viver com bom humor é fundamental para encarar a seriedade e responsabilidades da vida.

Felizmente, com a descoberta de talentosos comediantes de Stand Up Comedy e a abertura midiática deste segmento, o humor brasileiro tem ganhado força e ampliado seus horizontes cômicos.

E, agora, a nova onda do mundo virtual é TROLAR. No Facebook, no Twitter, nos Blogs e no Youtube a trolagem “corre solta”, diverte as pessoas e faz muito sucesso entre os piadistas de plantão.

Mas o que é trolar?

Explicando de forma simples, trolar significa “passar trote”, amolar ou “zoar” alguém, sempre sem preconceito, de forma leve e nunca incentivando o Cyberbullying.

E já que somos um povo extrovertido, expansivo, divertido e carinhoso, a trolagem chegou com tudo e se naturalizou!

E não dá pra falar de trolagem sem mencionar a humorista brasileira: Tatá Werneck. Praticamente uma diva da trolagem!

Ela realmente domina tão bem a técnica de passar trote em famosos e anônimos que ganhou um programa na MTV ao lado de Paulinho Serra para zoar as pessoas profissionalmente, o Trolalá.

O rosto e o olhar da Tatá já denunciam seu humor escrachado. E mesmo trolando em espanhol ou inglês (dando ares de refinamento) e tanto muda quanto séria já é bem engraçada. Enfim, nasceu com cara e veia humorísticas.

Descobri essa peça rara no jornalístico “De frente com Gabi”, no SBT, onde ela concedeu uma entrevista divertidíssima à séria jornalista Marília Gabriela, em 21 de dezembro de 2011.

Desde então, passei a assistir o Trolalá na MTV, onde em 15 minutos Tatá Werneck improvisa, passa trote, faz traquinagens, fala um monte de absurdos e faz piadas com ares de seriedade, negando veemente – para as pessoas troladas – que se trata de uma pegadinha. Só que bem melhor do que a do Faustão!

Recomendo esse divertido programa transmitido de segunda a sexta-feira, a partir das 19h, na MTV.

Se você for espirituoso, com certeza, dará muitas gargalhadas!

Dê boas risadas com as tirinhas do Trolando Mesmo 

 

 

 

 

 

 

Read Full Post »

Caro colega Jornalista,

 

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Campinas (APAE Campinas) há mais de 40 anos atua na inclusão de pessoas com deficiência.

Como estamos no período de entrega da declaração de Imposto de Renda (IR) essa é a oportunidade de fazermos uma boa ação destinando até 3% do imposto devido para projetos sociais. Neste caso, também indico a Apae Campinas para receber sua doação.

No link http://campinas.apaebrasil.org.br/ você confere mais informações sobre a entidade e em http://www.receita.fazenda.gov.br/legislacao/Ins/2012/in12462012.htm tem informações sobre como declarar seu imposto.

Não esqueça que o prazo limite para a entrega da declaração é 30 de abril/12.

Saudações!

 

 

 

 

Read Full Post »

O Dia Internacional de Luta da Mulher, 8 de Março, instigou um grupo de mulheres negras de Campinas a realizar um evento para presentear as mulheres. A homenagem, que acontecerá no Clube Machadinho, tem o objetivo de dar visibilidade às mulheres negras da cidade e região que já fizeram e ainda fazem história.

Quinta-Preta realizou durante dois meses, entre entidades públicas, particulares e comunidades de base, uma consulta sobre o nome de mulheres, que na sua concepção, tiveram participações importantes com suas bandeiras sociais. “Visibiliza-las é mais que um dever é um grande prazer para todos nós” relatou José Carlos, sindicalista e militante da comunidade do Campo Grande.

As mulheres da Quinta-Preta também ressaltam a importância desse evento ser realizado num espaço como o Clube Machadinho para aumentar a visibilidade histórica do local e o folego que a atual diretoria vem pretendendo dar ao espaço conquistado, unicamente, pelos negros da cidade.

O evento é aberto a toda comunidade e contará com música e teatro. Basta apenas apresentar na entrada a seguinte palavra chave: Quinta-Preta!

Sobre a Quinta-Preta

Quinta-Preta não é partido político, não é organização não governamental e nem outra corrente de pensamento. É um conceito!

E um dia da semana em que um grupo de mulheres negras de Campinas (e região) se reúne para conversar e socializar suas dores e prazeres de serem mulheres negras brasileiras.

O nosso apoio e nossa vontade de estarmos juntas e misturadas se manifesta nas formas mais inusitadas possíveis. Passamos de Toni Morrison a Neusa Santos Souza em apenas poucas horas de bate-papo, pois acreditamos que outro mundo é possível!

Acompanhe a Quinta-Preta no Facebook, clique aqui!

 

Quinta-Preta Dia da Mulher

Data: 8 de Março de 2012 (quinta-feira)

Horário: das 17h30 às 22h

Local: Clube Recreativo Machadinho (Rua Cerqueira, nº 66 – Vila Industrial – Campinas/SP)

 

 

 Obs.: Eu estarei lá! Vamos lá socializar e defender as bandeiras de luta das mulheres negras brasileiras!!!

 

 

 

Fonte: Quinta-Preta (Márcia Adão)

Read Full Post »

Fiquei tanto tempo sem escrever que parece que as palavras me abandonaram nestes últimos tempos.

Estou tomada pela linguagem jornalística profissional. Aquela que exige escrita técnica sobre o assunto, que aquela escrita prazerosa e de mais conteúdo já nem sei mais como fazer… parece que não a conheço mais!  Estou com saudades de escrever coisas alheias ao serviço!

Pra ser sincera não é só a escrita que me preocupa, porque já nem sei mais quem sou, parece que meu coração foi arrancado!!!  Sou um ser perdido em pensamentos de saudade, lembranças e memórias de um tempo extremamente rico que não voltará mais. Pelo menos nesta vida!

Como cantou Lulu Santos em “Com uma onda no mar”:

Nada do que foi será
De novo do jeito que já foi um dia
Tudo passa
Tudo sempre passará

A vida vem em ondas
Como um mar
Num indo e vindo infinito

Tudo que se vê não é
Igual ao que a gente
Viu há um segundo
Tudo muda o tempo todo
No mundo

Não adianta fugir
Nem mentir
Pra si mesmo agora
Há tanta vida lá fora
Aqui dentro sempre
Como uma onda no mar…

Mas esses devaneios pessoais não vêm ao caso neste momento.  Vamos ao assunto principal do dia: livros!

Nestes três meses finalizei dois livros que são extremamente explicativos, ricos e interessantes. Não são livros de autoajuda, mas eles também ajudam muito a entender nosso universo, nossa Terra, as leis de ação e reação, nossas ações… enfim, nossas vidas. Claro que falam sobre a espiritualidade!

São eles “Muitas Vidas, Muitos Mestres” e “Quando ele voltar”.

PRIMEIRO LIVRO: Muitas Vidas, Muitos Mestres

Livro escrito pelo psiquiatra Dr. Brian Weiss conta através de um relato muito sentimental, rico e algumas vezes repetitivo, o processo de regressão com a técnica chamada “Terapia de Vidas Passadas”.

Sinopse:

  • Emocionante e inspirador, este livro já ajudou pessoas de todo o mundo a superar a dor de suas perdas e a adquirir uma nova compreensão da vida e da morte.
  • Com mais de um milhão de livros vendidos no Brasil, Muitas Vidas, Muitos Mestres se tornou um marco ao contar uma história real que mais parece ficção: um médico de renome que coloca sua carreira em jogo ao se ver diante de evidências de reencarnação.
  • Psiquiatra e pesquisador consagrado, o Dr. Brian Weiss viu suas crenças e sua carreira virarem pelo avesso ao tratar de Catherine, uma paciente com fobias e ataques de ansiedade. Durante uma sessão de hipnose, ela falou de traumas sofridos em vidas passadas que pareciam ser a origem se seus problemas.
  • Cético, o Dr. Weiss não acreditou no que estava presenciando até que Catherine começou a narrar fatos da vida dele que ela jamais poderia conhecer e a transmitir mensagens de espíritos altamente desenvolvidos – os Mestres – sobre a vida e a morte.
  • Transformado por essa experiência, ele surpreendeu a comunidade científica ao publicar este livro demonstrando o potencial curativo da terapia de vidas passadas, tornando-se a referência mundial nesse tipo de tratamento.
  • Para muitos, a maior contribuição de Muitas Vidas, Muitos Mestres foi apresentar os princípios da reencarnação à milhões de pessoas que, por falta de oportunidade ou por preconceito, nunca teriam acesso a esta rica e transformadora filosofia espiritual.

O texto resgata uma história sobrea a terapia de vidas passadas de uma paciente que sofre vários sintomas como depressão, fobias, pânico etc. Doenças essas que no fundo estão ligadas às vidas anteriores (reencarnações) desta mulher.

No decorrer do livro, paciente e médico vão desvendando o complexo mundo espiritual, que liga nossas ações e histórias ao longo de várias existências.

Com o livro aprendi a perceber minhas atitudes e reações que, possivelmente, são frutos de outras vidas, resquícios de um passado que talvez eu preciso resgatar.

O livro cumpre com sucesso sua tarefa de atestar que existe vida além da morte, que o espírito é imortal e que nossas ações e carmas são intimamente ligados às ações e reações do passado também. Toca com seriedade, responsabilidade e afeto no delicado tema da reencarnação.

SEGUNDO LIVRO: “Quando ele voltar”

Este livro chegou às minhas mãos através de uma pessoa do curso de Doutrina Espírita, que frequento na Casa de Jesus. Na época, ao ouvir a história do falecimento da minha mãe, de prontidão ela me ofereceu o livro e com  muita boa vontade entregou-o no me serviço. Fiquei feliz pela ação desta, até então, desconhecida, mas que se mostrou uma boa amiga ao longo do tempo.

Aproveito este post para agradecê-la pelo gesto de solidariedade e por entender minha necessidade de conforto  e acalento espiritual. Obrigada mesmo!!!

Sinopse (mensagem de Zíbia Gaspareto sobre o livro):

  • Livro espírita escrito por Rick Medeiros com a ajuda de várias outras entidades. Traz uma mensagem de paz e esperança, com intenção de combater o medo das grandes mudanças que ocorrerão no novo milênio.
  • Ano 2015. O autor diz que esta história é uma ficção. Eu tenho minhas dúvidas. Conforme prometera há dois mil anos, Ele reencarna no Brasil, como Antônio Almeida, para falar claro e sem mistérios de velhas verdades que os homens não aprenderam até hoje. Mestre iluminado utiliza-se dos modernos recursos da comunicação para ensinar que temos o poder de escolha e somos responsáveis pelo nosso destino. Dá lições de fraternidade, mostra a perfeição do universo, fala com sabedoria elevada com seus conceitos, me pergunto: esta história seria premonição? Difícil responder. Mas sinto que tudo poderá acontecer exatamente assim quando Ele voltar.

A princípio achei que o livro não era muito a leitura que eu gostava/queria/precisava, porque não sou fã de livros de ficção ou romanceados, mas no decorrer do livro percebi que o livro falava sobre coisas reais, palpáveis e próximas da nossa realidade.

O autor Rick Medeiros conseguiu traduzir em palavras a nossa realidade terrena, a tal Terra: mundo de provas e expiações. Conseguiu trazer uma mensagem de esperança, amor e fraternidade. Curiosamente envolvendo uma história de monopólio da comunicação e influência política e religiosa. Tudo que eu, jornalista, gosto de ler!

O livro fala da chegada da Nova Era, ou Novo Milênio, ou da Terra da Regeneração. Enfim fala da necessidade de corrigirmos nossas falhas (recomeçar sempre), arcar com nossos atos e consequências, ter responsabilidade ao exercer o livre arbítrio, da lei da ação e reação, da lei da caridade e do amor, da justiça divina e, principalmente, dos falsos deuses – que tanto adoramos: impostos pela tal matéria.

O livro nos faz enxergar o ser humano com afeto aceitando seus defeitos. Ele apresenta o entendimento que precisamos para seguir nossa vida no caminho do bem. Esse caminho do bem inclui não fazer diferença entre nós, ou seja, aceitar o outro com seus defeitos, suas deficiências, suas crises e suas falhas. No fundo temos que encontrar “dentro e no” outro o seu lado bom.

É um livro que nos desperta: para exercermos a resignação, fortalecer nossos valores, praticarmos o bem e confiarmos no poder da esperança e da fé.

Você pode até dizer… nunca vi um livro que fala tudo isso… IMPOSSÍVEL.

Não é impossível não. Cada palavra desperta nossa consciência para o bom exercício do livre arbítrio e reforça nossa certeza de que há um mundo melhor a ser construído. Basta querermos!!!

 Meu entendimento sobre o Espiritismo

O Espiritismo entrou na minha vida de uma forma tão magnífica e propícia que só posso dizer que tudo que estou passando, se eu não tivesse ou buscasse entendimento e compreensão, talvez estivesse pior do que estou (espiritual  .e sentimentalmente).

A certeza de que a vida não acaba aqui e que somos responsáveis pelas ações que fazemos a nós e aos outros e, principalmente, de que seremos cobrados pelos benefícios que recebemos e não compartilhamos é fundamental para o meu caminhar.

O livre arbítrio representa pra nós a responsabilidade sobre nossas ações. E nosso projeto de vida, nossa missão, nosso caminho, apesar de não ser muito claro ou perceptível para alguns, no fundo… no fundo… para todos não passa de “buscarmos o entendimento para a nossa evolução espiritual e amar ao próximo, caminhando sempre na estrada do amor, da caridade e do bem”.

São esses os ensinamentos que precisamos e devemos (pelo menos eu acredito) colocar em prática: a lei do amor e da caridade e a busca incessante de evolução do espírito.

Finalizando

No fundo tudo isso pode ser uma grande miscelânea de conceitos e palavras soltas. Mas para mim é verdade espiritual: EVOLUÇÃO E CARIDADE!

Só que, por enquanto e infelizmente, só conseguimos evoluir apenas através do sofrimento e da dor, uma pena. Tudo isso acontece porque nos falta entendimento!

A certeza da misericórdia divina, da Espiritualidade e de que a vida não acaba com a morte (desencarne) me faz perseverar, ainda que de forma capenga.

Tudo tem uma explicação, mesmo que eu não não entenda ou não saiba ainda o que seja/é, sempre tem!

Boa leitura!

Read Full Post »

Desde 1º de Abril, não é mentira, estou tentando me organizar para assistir um filme que considero especial no cinema.

Finalmente, na sexta-feira passada, 29/04, consegui saciar meu desejo de assistir “As mães de Chico Xavier”.

O filme encerra o Centenário de Chico Xavier, o médium mais famoso do Brasil. Centenário que foi coroado com os filmes “Nosso Lar” e “Chico Xavier”.

De antemão quero dizer que é um filme que nos faz chorar, refletir, entusiasmar, sonhar e recordar. Esse misto de sentimentos me invadiu durante o desenrolar do longa metragem. Oras lágrimas rolaram, oras aperto no coração e, por fim, conforto e a certeza de um amanhã melhor!

 “As mães de Chico Xavier” é inspirado no livro “Por Trás do Véu de Isis”, do jornalista e escritor Marcel Souto Maior, com roteiro original de Glauber Filho e Emmanuel Nogueira.

“As Mães de Chico Xavier” é baseado em fatos reais e conta a história de três mães, vivendo momentos distintos de suas vidas e que vêem sua realidade se transformar repentinamente: Ruth (Via Negromonte), cujo filho jovem enfrenta problemas com drogas; Elisa (Vanessa Gerbelli), que tenta superar a ausência do marido em casa dedicando-se integralmente ao filho, o pequeno Theo (Gabriel Pontes); e Lara (Tainá Muller), uma professora que enfrenta o dilema de uma gravidez não planejada. As duas primeiras mães sofrem com a morte de seu filho e a última, Lara, grávida se vê às voltas com a questão do aborto: fazer ou não!

Suas histórias se cruzam quando elas recebem conforto e reencontram a esperança de vida através do contato mantido com Chico Xavier pelas cartas psicografadas.

O ator Nelson Xavier, mais uma vez, tem uma atuação impecável, como Chico Xavier: expressando toda a ternura, doçura, inspiração e sabedoria do médium mais amado do país. Melhor representante não haveria de ser escolhido!

Defesa da vida

Uma pergunta instigante fica martelando do começo ao fim do filme: a certeza de que seu filho está vivo é um sentimento que supera a dor de perdê-lo?

Sem dúvida não diminui o sentimento de perda nem a dor, mas ameniza e conforta os corações aflitos dos pais, é o que eu acredito.

Quando pensamos no contexto de sermos Espíritos encarnados, que transcendem a matéria, portanto somos eternos, a existência humana (encarnada) nos parece um pequeno e maravilhoso feito que perpassa a existência eterna/infinita em busca do autoconhecimento.

Ou seja, quando perdemos um ente querido o mundo desaba sobre a nossa cabeça, mas a certeza do reencontro e a garantia de que esse fim não é pra sempre, traz uma perspectiva de conforto.

Acredito que nossa vida real não é essa. Ela tem sentido, contexto e importância para nosso desenvolvimento espiritual porque fazemos aqui na Terra, lugar de provas e expiações, nossa longa jornada espiritual em busca de evolução, perdão e de caridade. Cumprimos com uma missão, que na maioria das vezes não está tão certa e clara para nós, em busca de aprofundamento dos conhecimentos e solidariedade.

Quando pensamos no quanto nos apegamos a vida material e fazemos de pequenas coisas nossa maior preocupação, as situações tomam proporções que nos parecem grande, mas na verdade são insignificantes. Precisamos aprender a reconhecer o significado e importância das coisas: atribuir proporções reais e não imaginárias, como fazemos sempre.

Perder um ente querido é uma grande coisa, mas transformar essa situação numa vida de entrega não é certo. Lutar e viver é preciso, apesar de todas as coisas!

Acredito que não deva existir dor maior do que perder um filho, mas a certeza de que este não é o fim, possibilita resignação e esperança.

O combate ao suicídio e ao aborto!

O suicídio é considerado uma atrocidade pelas religiões e não se diferencia da filosofia espírita. Tirar a vida, uma dádiva divina, é um considerado um grande “pecado” porque é a negação do direito de vida/existir, de tentar acertar as coisas e de praticar o bem.  É difícil conceber a ideia de que enquanto Jesus Cristo deu a vida por nós, a descartamos por inúmeras razões que nos fazem enxergar somente o problema, isso quando não achamos que nós somos o problema.

Apesar dos tempos modernos e a defesa da liberdade da mulher e do direito dela fazer suas próprias escolhas a respeito do seu corpo, precisamos refletir como é tratada a questão do aborto frente às religiões e à sociedade.

Não vou defender o fim do aborto porque acredito que essa escolha é muito particular e íntima. Mas temos que discuti-las em que termos essa situação vem acontecendo atualmente em nossa sociedade. Acredito que o aborto é uma questão que deve ser tratada no âmbito da Saúde Pública e que carece de muito debate e entendimento de todos nós: sem moralismo ou condenação.

No filme “As mães de Chico Xavier” pelo caráter incondicional de defesa de vida o suicídio e o aborto são duramente rechaçados. Não pelo moralismo, mas pela condição da dádiva de viver, de amar, de ser uma chance que Deus nos dá para acertarmos nossos passos praticando a caridade. Uma chance = uma vida!

É difícil dizer isso para uma vítima de abuso. É muito difícil defender a vida nessas condições! Mas são os ensinamentos deixados para nós.

“Mas eu sinto que o maior destruidor da paz hoje é o aborto, porque é uma guerra contra a criança – um assassinato direto da criança inocente – assassinato pela própria mãe. E se nós aceitamos que uma mãe pode matar até mesmo sua própria criança, como nós podemos dizer para outras pessoas que não matem uns aos outros?…”

Madre Teresa de Calcutá (frase de encerramento do filme)

Doutrina Espírita

O longa chega num momento importante para o Espiritismo: momento onde o mundo está mais receptivo às novas ideias, mas colaborativo e mais solidário. Também está mais violento, mas um pouco mais reflexivo sobre os problemas que assolam a humanidade: pobreza, fome, miséria etc. Estamos em busca de soluções!

A doutrina espírita trouxe à minha vida a luz e o entendimento que eu precisava, ou melhor, está trazendo. Não consigo entender como fiquei tanto tempo no limbo!

Saber que há mais coisas, além dessas apresentadas na Terra, traz conforto e esperança ao longo da minha jornada. Saber que estou num processo de tentativas e erros, buscando acertar mais. Acertar mais é conseguir ser mais generosa, humilde, solidária, compreensiva, fazer o bem, enfim, ter a mente e o coração atentos às solicitações de meus semelhantes e do nosso grande pai.

É uma tarefa árdua, mas estou trilhando com muita perseverança e otimismo.

A certeza de que a vida não se encerra aqui traz esperança de que podemos fazer melhor, podemos tentar fazer mais!

 Filmes

O universo transcendental  conta ainda com a veiculação dos filmes “Bezerra de Menezes – O Diário de Um Espírito”, “O Filme dos Espíritos, “Nosso Lar” e “Chico Xavier”.

Se você não assistiu ao filme “As mães de Chico Xavier”, não perca mais tempo!

“A vida é uma oportunidade, aproveite-a…
A vida é beleza, admire-a…
A vida é felicidade, deguste-a…
A vida é um sonho, torne-o realidade…
A vida é um desafio, enfrente-o…
A vida é um dever, cumpra-o…
A vida é um jogo, jogue-o…
A vida é preciosa, cuide dela…
A vida é uma riqueza, conserve-a…
A vida é amor, goze-o…
A vida é um mistério, descubra-o…
A vida é promessa, cumpra-a…
A vida é tristeza, supere-a…
A vida é um hino, cante-o…
A vida é uma luta, aceite-a…
A vida é aventura, arrisque-a…
A vida é alegria, mereça-a…
A vida é vida, defenda-a…”

Madre Teresa de Calcutá

Read Full Post »

Bailinho com marchinhas

Sábado, 12 de março, das 17h às 22h

MIS Campinas – Rua Regente Feijó, 859 – Centro, Campinas, SP

Iniciando as Paradinhas no MIS deste ano, faremos um baile de máscaras pós-carnaval, em parceria com o Movimento MIS no Palácio, com uma seleção de 30 LPs do acervo de música do MIS, incluindo marchinhas, sambas e pagodes.

Discos que vão de marchas-ranchos antológicas como as Pastorinhas, Máscara Negra, e Noite dos Mascarados, e outras obras-primas de Noel Rosa, Zé Kéti, Chico Buarque, Lamartine Babo, Wilson Batista, Martinho da Vila, Paulinho da Viola, Alcione, Clara Nunes, Ataulfo Alves, João Nogueira, Chiquinha Gonzaga, João de Barro, Nássara, Haroldo Lobo, Benedito Lacerda, e um sem-número de outros sambistas ligados ou não às escolas de samba, a sambas-enredo de escolas do Rio de Janeiro e de Campinas, comporão nosso pós-carnaval da saudade, “brincado” com máscaras.

Concomitante à audição dos LPs, teremos projeção de fotos do carnaval de Campinas, antigas e mais recentes. E por fim, exibiremos também o DVD “Sassaricando … e o Rio inventou as Marchinhas”, show gravado ao vivo em 2007 e produzido pela Biscoito Fino, com concepção, pesquisa e roteiro de Rosa Maria Araújo e Sérgio Cabral, direção geral de Kati Almeida Braga, direção artística de Olívia Hime, coordenação geral de Joana Hime e seguinte elenco: Eduardo Dussek, Soraya Ravenle, Alfredo Del Penho, Ivana Domenico, Juliana Diniz e Pedro Paulo Malta.

Traga sua máscara ou fantasia e venha dançar e brincar no carnaval do Museu da Imagem e do Som de Campinas!

MIS Campinas – Rua Regente Feijó, 859 – Centro, Campinas, SP

Tel.: (19) 3733 8800 – mis@campinas.sp.gov.br

 

 

Read Full Post »

CARTA CONVITE

A 10ª edição do Campinas Street Dance Festival, pela primeira vez, graças ao apoio do Governo de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura – Programa de Ação Cultural de 2009, contará com 10 exibições de espetáculos de dança urbana, sendo 5 (cinco) exibições para alunos da rede pública de ensino com ingressos gratuitos.

Toda a equipe envolvida no projeto esta amplamente satisfeita, pois este será um marco para a modalidade no Brasil, devido à quantidade de companhias e grupos/crews envolvidos e ao número de exibições dos espetáculos.

As entidades, colégios, ONGs ou outras instituições que trabalham com este público podem efetuar as reservas de ingressos gratuitos pelo e-mail: kaka@eclipse.art.br ou (19) 3271-0695.

Os ingressos estão limitados a capacidade do Teatro Centro de Convivência, em Campinas/SP

Para reservar – enviar:

  • Nome da instituição e pessoa para contato.
  • Endereço, e-mail e telefone.
  • Indicar monitor ou acompanhante responsável pelos alunos.
  • Quantidade de ingressos e faixa etária alunos.
  • Dia, horário e espetáculo pretendido.

Abaixo segue os horários dos espetáculos e release das apresentações.

Os estudantes interessados em assistir os espetáculos devem apresentar comprovante de matrícula em escola da rede pública e retirar seu convite direto na bilheteria do Teatro. Serão aceitos RG ou Carteira Escolar, comprovante de matrícula etc.

Importante citar que além dos espetáculos, durante os 10 (dez) dias de evento haverá aulas e palestras gratuitas assim como Batalhas com ingresso gratuito, em breve programação completa.

SEXTA – 20 descrição da atividade local
16h30  às 17h20 1º ato – “Paradigma” com SAMBA Crew Teatro
17h30  às 18h20 2º ato – “Pra viver e Aprender” com Cia. Eclipse Cultura e Arte Teatro

SÁBADO – 21 descrição da atividade local
11h      às 11h50 “Locking” com Chemical Funk Teatro

DOMINGO – 22 descrição da atividade local
13h     às 13h50 1º ato – “Corpos Opacos” com Cia. Ritmos de Rua Teatro
14h     às 14h30 2º ato – “Show D-Efeitos” com grupo D-efeitos Teatro

ESPETÁCULOS


PRA VIVER E APRENDER

Importante este espetáculo será realizado em conjunto com o espetáculo “Paradigma”, ou seja, serão divididos em dois atos e o inicio geral será as 16h30 e 19h30 respectivamente.

  • Sexta 20/8 – 17h30 – exibição gratuita voltada para alunos da rede pública de ensino, reserve seu ingresso!

O Ser Humano está acorrentado a uma seqüência de rotinas diárias que confirma a frase do escritor irlandês Oscar Wilde “Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe”.

As energias e o tempo para reclamações, revoltas, angústias, mau humor… só geram mais reclamações, revoltas, angústias, mau humor… Abra os olhos, enxergue, use todos os seus sentidos para deslumbrar a sua vida! O tempo não para, Aprender a Viver Pra Viver e Aprender deve ser uma constante…

Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história.
É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.
É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos.

Augusto Cury

Cia Eclipse Cultura e Arte

Campinas-SP
www.eclipse.art.br
Premiada pela FUNARTE, Prêmio Klauss Vianna de Dança 2008-2009.

Representará o Brasil no “Hip Hop Dance World Championship”, Las Vegas-EUA, julho/2010

========================
CORPOS OPACOS

  • Domingo 22/8 – 13h – exibição gratuita voltada para alunos da rede pública de ensino, reserve seu ingresso!

Corpos Opacos utiliza a cultura do Hip Hop Dance para expressar a harmonia existente na tradução da essência de cada ser humano através das movimentações do corpo físico.O resultado é uma parede de sombras que interage com cada dançarino, permitindo um contato íntimo entre as duas unidades.

Cia. Ritmos de Rua Family

São Paulo-SP

========================
SHOW D-EFEITOS

Importante este espetáculo será realizado em conjunto com o espetáculo “Corpos Opacos”, ou seja, serão divididos em 2 atos e o inicio geral será as 13h30 e 19h30 respectivamente.

  • Domingo 22/8 – 14h – 2º Ato do espetáculo Corpos Opacos


========================

D-Efeitos

São Paulo-SP

www.d-efeitos.com

Em 2009, o grupo participou e venceu a competição de talentos chamada “Qual é O Seu Talento?”, em rede nacional, no SBT. O grupo teve destaque, em rede nacional, durante toda a competição. A disputa durou cinco meses, contou com cerca de 50 mil inscritos, e teve, em dezembro de 2009, D-Efeitos como o vencedor do título de “Maior Talento Brasileiro de 2009”.

========================
PARADIGMA

  • Sexta 20/8 – 16h30 – exibição gratuita voltada para alunos da rede pública de ensino, reserve seu ingresso!


Nos dias modernos onde a globalização dita a economia e desenvolvimento nos vemos ainda cercados por pré-conceitos e discriminações.

Cada classe social, grupo ou cada “tribo” possui suas crenças e às vezes têm uma visão deturpada do mundo, assim nos segregamos em busca de segurança, contudo, o que ocorre quase sempre é o oposto.

Sabemos que a Cultura como um todo une estes opostos e estas diferenças, quebrando PARADIGMAS e rompendo a barreira do PRÉ-CONCEITO.

Este espetáculo visa demonstrar como a cultura pode interferir na vida das pessoas e mudar condutas antes perpetuadas nas ações de pessoas comuns.

S.A.M.B.A. Crew

Campinas-SP


========================
DANÇAS URBANAS – LOCKING

  • Sábado 21/8 – 11h15 – exibição gratuita voltada para alunos da rede pública de ensino, reserve seu ingresso!

O espetáculo retrata as várias faces da dança Locking, vertente das danças urbanas criada no final da década de 60 nos EUA. O trabalho se desenvolve através da apresentação de várias esquetes que hora possuem caráter lúdico e hora educativo.

Chemical Funk

Mogi das Cruzes-SP

www.myspace.com/chemicalbrasil

Read Full Post »

No dia 25 de julho (Domingo), Dia da Mulher Afrolatinoamericana e Afrocaribenha, será realizado na Casa de Cultura Fazenda Roseira (Av. Jonh Boyd Dunlop, s/n, Jardim Ipaussurama, Campinas/SP – em frente ao Hospital da Celso Pierro/PUC-Campinas), o encontro de trançadeiras de Campinas e região. O evento será a partir das 13h30.

O objetivo do evento é propiciar a articulação das profissionais da Trança, as conhecidas Trançadeiras responsáveis pela beleza de parcela significativa da população afrobrasileira.

As regras de participação do evento e ficha de inscrição para que você se inscreva e participe do momento de troca e crescimento está no blog http://redetrancandoavida.blogspot.com.

O evento é organizado pela Rede Trançando a Vida e pela Articulação Popular e Sindical de Mulheres Negras com o apoio do Ponto de Cultura Jongo do Dito Ribeiro.

Contato: redetrancandoavida@hotmail.com – Tel: (19) 9662-8291 com Ana.

A entrada é franca!

1º Trançando Saberes

25/07 (Domingo) – 13h30

Casa de Cultura Fazenda Roseira – Campinas/SP

Av. Jonh Boyd Dunlop, s/n, Jardim Ipaussurama

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: